Pastor abusa de crianças em ritual para ‘libertar demônios’


Ernestino foi preso por violentar vulneráveis
A polícia prendeu o pastor Ernestino Cândido Filho (foto), 38, de Vila Velha (ES), sob a acusação de abusar de crianças, adolescentes e mulheres durante  ritual para ‘libertação de demônios’.

De acordo com investigação da polícia, o pastor levava as vítimas, uma a uma, para o “gabinete” (um cômodo da igreja), onde as despia e ungia o corpo delas com um óleo abençoado.

O delegado Lorenzo Pazolini, da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), disse que o pastor passava a mão nas partes íntimas das jovens.

“Em algumas situações, ele pedia para que as vítimas tocassem as partes íntimas dele”, afirmou o delegado.

Pais de vítimas acusam também Cândido Filho, que é pastor da Igreja Batista Candeia Acesa, de ameaçá-los de morte, para que mudassem o depoimento deles à polícia.

O pastor admitiu que realizava rituais para livrar o corpo de fiéis de demônios, mas negou que abusasse delas.

Ele foi preso por estupro de vulneráveis e está à disposição da Justiça.

Com informação das agências e foto de reprodução da TV Gazeta.

Envio de correção.

Grupo de discussão no WhatsApp.

Pastor é acusado de ejacular ‘esperma de Deus’ em obreiras