25 simples reflexões que podem levar alguém a se tornar ateu



JH McKenna, professor de História das Ideias Religiosas na Universidade de CA Irvine (EUA), sugeriu algumas simples reflexões que podem levar alguém a questionar a religião e a existência de Deus e, em consequência, se tornar ateu.

Seguem 24 dessas reflexões.

Jesus morreu para
salvar os pecadores, mas
ressuscitou. Faz sentido? 
1 — Se Deus "revela" informações vitais apenas a algumas pessoas, isso mostra uma parcialidade injusta.

Se Deus tivesse uma mensagem de salvação para a humanidade, por que ele não a tornou acessível a todos?

2 — Os mandamentos morais de Moisés não eram de modo algum "revelações" porque todas as tribos do planeta haviam chegado milênios antes a essas regras.

3 — Se Deus falou para o mundo, todos os cristãos estão convencidos da clareza e objetivo de suas palavras. Mas o que se tem é a discordância entre inúmeras seitas.

As palavras de Deus existem para semear a paz ou a discórdia?

4 — Jesus como "filho de Deus" é tão suspeito como todos os outros "filhos de Deus" antigos cujas mães foram impregnadas por um ente divino. A propagação desse mito era comum no tempo em que o cristianismo surgiu, e o cristianismo simplesmente o adotou.

5 — Nenhum sistema de justiça pode aceitar a morte de um inocente para salvar um culpado, o que significa que a crucificação de Jesus não é uma ideia moral.

6 — Se Jesus veio à Terra para 'sofrer' por nossos pecados, então ele deveria ter vivido muito tempo para passar por mais agruras.

Ele deveria ter suportado uma doença incapacitante por dez anos, por exemplo.

Deveria ter contraído demência.

Deveria ter morrido de angústia mental e física aos 93 anos, não com 33.

Em vez disso, Jesus morreu no auge de sua juventude e, depois de sofrer por três horas em uma tarde de sexta-feira, voltou para o paraíso.

Ao longo do tempo, milhões de pessoas vêm sofrendo mais do que Jesus.

E muitas delas aceitariam morrer jovens se soubessem que voltariam à vida três dias depois com fama, vida eterna e lugar garantido no paraíso.

7 — Se o propósito de Jesus era "morrer" pela humanidade, não faria diferença a causa de sua morte. Ele poderia ter morrido de varíola, de dengue ou ter dado um escorregada fatal em uma casca de banana.

8 — Deus levou apenas seis dias para criar o universo. Por que ele não pode salvar a humanidade de uma só vez em uma semana?

Milhares de anos precederam Jesus e ainda a maioria das pessoas não foi salva.

9 — Se Deus é tão poderoso como relata a Bíblia, por que ele ficou cansado com apenas seis dias de trabalho?

10 — Se Jesus tivesse a intenção de iniciar um novo sistema religioso, ele o teria escrito durante sua vida, como dezenas de profetas judeus anteriores.

11 — Jesus não praticava o que dizia: não amava seus inimigos e os repreendia com uma amargura injustificada.

12 — Um castigo eterno e atormentador sem reabilitação para os infratores é talvez a ideia mais imoral que alguém pode conceber E, no entanto, Jesus pregou o inferno.

13 — Como a maioria das pessoas que já viveram não foi cristã, ela foi para o inferno — e assim Satanás já ganhou a guerra contra Deus.

14 — Um plano de salvação que consiga salvar apenas uma pequena fração da raça humana é um plano de resgate fracassado.

15 — Há muitas discrepâncias nos evangelhos, como a histórias distintas sobre a ressurreição de Jesus.

Quem afinal foi colocado no sepulcro? Quantos anjos estavam lá? O que os anjos estavam fazendo? Quem viu Jesus primeiro? Quando e onde Jesus apareceu pela primeira vez aos seus discípulos após ter ressuscitado? Onde Jesus subiu ao céu?

Cada um dos quatro evangelhos tem informação diferente entre si para essas questões. Assim, como é possível dar um mínimo de crédito à Bíblia?

16 — José não teve nem um pouco de ciúmes quando soube que sua mulher foi impregnada por um fantasma? José, afinal, tinha sentimentos de humanos. Ou não?

17 — Como Maria, uma mulher casada já algum tempo, podia continuar sendo virgem? José era impotente? A Bíblia não explica.

18 — Por que Deus não criou com barro uma mulher para ele, em vez de botar chifres em José? A atitude de Deus não se sustenta moralmente.

19 — Por que Judas e Pilatos não são considerados santos considerando que eles foram os responsáveis direitos pela morte salvadora de Jesus? Por que não há nas igrejas estátuas dos dois?

20 — Cristianismo diz que houve uma guerra no céu entre a turma de Satanás e os anjos de Deus. Como pode haver guerra entre seres sobrenaturais que não podem ser feridos e que não sangram?

21 — Se anjos pecaram no céu, como Satanás e seus rebeldes, os humanos não poderão fazer o mesmo quando chegarem lá?

22 — O que determina a religião das pessoas é a geografia. Quem nasce no Brasil, por exemplo, tende fortemente a ser cristão porque a grande maioria da população é cristã.

Por isso, é justo que bilhões de chineses, para pegar só um caso, sejam mandados por Deus para o inferno porque em seu país praticamente não existe o cristianismo?

23 — Sem doutrinar crianças, poucas pessoas adotariam uma religião. As crianças se tornam crentes por intermédio de lavagem cerebral feita pelos seus pais e sociedade. Isso é justo?

24 — Teístas lutaram contra teístas até a morte por milhares de anos. Mas homens da ciência não lutam entre si. Exemplo: químicos não matam botânicos ou astrônomos não assassinam geólogos.

25 — O salmista que escreveu que "só um tolo diz em seu coração que não há Deus" quis diz na verdade que "só um tolo não tem medo de anunciar sua incredulidade, em vez de guardá-la em segredo em seu coração".

Com tradução para o português e síntese feitas por este site de texto publicado no Huffington Post.

Envio de correção.



Blogueira enumera os principais mitos sobre ateus nos EUA


Semelhantes

Postagens mais visitadas deste blog