Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Bancada evangélica municipal de São Paulo quase dobra

A bancada evangélica da Câmara Municipal de São Paulo, a cidade mais importante do país, quase dobrou nas eleições deste ano.

Tuma foi o mais
votado entre os
evangélicos
Na legislatura que começa no dia 1º de janeiro, a bancada, de 7 membros, passará a ter 13.

Todos os evangélicos que ali já estavam conseguiram se eleger.

O conservadorismo evangélico, portanto, vai se tornar mais influente naquela Casa, além de aumentar a apresentação de propostas que visam beneficiar tão somente os evangélicos, e não a população em geral.

Entre os evangélicos, Eduardo Tuma (PSDB), na foto, foi quem obteve o maior número de votos, 70.273, reelegendo-se.

Presbíteros da Igreja Bola de Neve, ele foi autor de um projeto de lei que criaria o Dia do Combate à Cristofobia. A proposta chegou a ser aprovada pela Câmara, mas foi vetada pelo prefeito Fernando Haddad (PT).

Mais coisas desse tipo veem por aí.

Com informação da Justiça Eleitoral e foto de divulgaçção.

Bancada evangélica é ovo do nazismo, afirma frei Betto


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...