Paulopes

Religião, ateísmo, ciência e astronomia

sábado, 7 de maio de 2016

Vaticano mantém imóveis vazios em vez de abrigar os sem teto

Igreja Católica nem sequer consegue
administrar seu patrimônio milionário

por Franca Giansoldati
para Il Messaggero

Um patrimônio imobiliário muito grande, composto por quase 300 edifícios de elevados valores, apartamentos, prédios, lojas, garagens. Um patrimônio de qualidade, que foi se acumulando lentamente ao longo dos séculos, graças às heranças de generosos benfeitores, convencidos de ajudar os pobres e a Igreja. Uma pena que, em vez disso – sem o conhecimento do papa Francisco –, a gestão dessa considerável herança seja descuidada, aproximativa e confusa, a ponto de estar em um passivo de 700 mil euros.

Há mais. Dos quase 300 apartamentos, muitos dos quais estão em ruas muito centrais, cerca de 80 não são utilizados por ninguém, quase abandonados, não arrendados. Na prática, vagos. Dos apartamentos ocupados, no entanto, uma boa porcentagem é constituída por inquilinos inadimplentes que não pagam um centavo há anos.

Na prática, removidos todos os impostos aplicáveis na Itália (em um total de mais de 800 mil euros), o tesouro imobiliário da Basílica de São Pedro não só não rende nada ao Vaticano, mas não é sequer disponibilizado para aqueles que dele precisam. 

Assim, enquanto o papa Bergoglio encoraja energicamente as paróquias e as ordens religiosas a fazerem mais para dar uma mão aos refugiados e aos sem-teto, pondo à disposição algum apartamento vazio, existe uma fatia do patrimônio do outro lado do Rio Tibre que continua escapando de todo tipo de controle.

Em torno dessa história feia, registra-se o mais estrito sigilo, um silêncio quase total, provavelmente para que não chegue nada aos ouvidos do pontífice. Quem sabe... Como se a velha maneira de gerir as coisas, mais propensa a favorecer as facções familiares e não a adotar critérios transparentes e objetivos, custasse a se desintegrar e a dar espaço para uma gestão mais compartilhada e transparente.

Com tradução de Moisés Sbardelotto para IHU Online. O título do texto é de autoria deste site.






Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...