Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

......................................................................................

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Som ‘estranho’ que Apollo 10 captou na Lua tem explicação

Cernan, Stafford e Young
 ouviram interferência de rádio
O som “estranho” que a Apollo 10 captou em maio de 1969 durante voo no lado escuro da Lua não tem nada de estranho porque se trata de uma simples interferência de rádio.

Essa explicação se faz necessária porque o canal de televisão a cabo Discovery Channel, na série “Os documentos inexplicáveis da Nasa”, divulgou uma gravação liberada agora pela Nasa [ver abaixo] do assobio agudo que chegou à equipe da Apollo, criando especulações fantasiosas na internet e imprensa.

A interferência ocorreu entre os rádios do módulo lunar, onde estava Eugene Cernan, e o módulo de comando, tendo como tripulação o comandante do voo, Thomas Stafford, e o piloto John Youg.

Os módulos estavam ancorados a 1.500 metros da Lua escura e sem contato por rádio com a Terra.

O voo foi um teste para a ida à lua, o que ocorreu com a Apolo II em 21 de julho de 1969.

O diálogo entre os tripulantes da missão Apolo 10 e a demora da Nasa em liberar a gravação foram os responsáveis pelo surgimento de teorias de conspiração de que a música pudesse ser alienígena.

"Você ouviu isso? Esse apito...", disse Eugen Cernan. "É realmente uma música rara", acrescentou ele se referindo ao que mais parecia ser o som de vento.

Stafford respondeu que sim, que tinha ouvido o som.

A conversa continua.

Cernan: Whooooooooooo.

Young: Você ouviu esse assobio, também?

Cernan: Sim. Soa como — você sabe — como um tipo de música externa [que vem de fora].

Young: Eu quero saber o que é.

Os astronautas mudam de assunto e somente seis minutos depois voltam ao som que estavam ouvindo.

Cernan: Boy, com certeza é música estranha.

Young: Nós vamos ter que descobrir sobre isso. Ninguém vai acreditar em nós.

Cernan: Não. É um assobio, você sabe, como de uma antena, coisa do espaço.

Young: Provavelmente [o som] se deve à [transmissão do] VHF [rádio Very High Frequency], eu acho.

Cernan: Sim. Eu não acredito que haja alguém lá fora.

E ninguém mais falou sobre o assunto. Young tinha decifrado a charada.

Ao Discovery Channel, um engenheiro da Nasa confirmou: “As rádios das duas naves, do módulo lunar e do módulo de comando, criam interferência entre elas".

É de se lamentar que o foco sensacionalista da TV a cabo tenha contaminado o noticiário, inclusive no Brasil, prestando um desserviço à ciência.



Com informação da Nasa e de outras fontes e foto e vídeo de divulgação.





Grande meteoro caiu a 1.000 k da costa brasileira, informa Nasa

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...