Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Malafaia mente ao dizer agora que nunca apoiou Cunha

Tuites mostram
que pastor não tem
credibilidade
Horas depois de a Procuradoria Geral ter denunciado (acusação formal à Justiça) Eduardo Cunha (PMDB-RJ) de ser beneficiário de propina do Petrolão, o pastor Silas Malafaia escreveu um tuite dizendo que nunca apoiou o deputado. “Não suporto ver esse jogo político sujo.”

Trata-se de mentira.

Também no Twitter, o pastor tinha dito no dia 2 de fevereiro o seguinte: “Parabéns ao novo presidente da Câmara, deputado evangélico Eduardo Cunha, [que teve] uma vitória espetacular, humilhou o governo e o PT. Vão ter que nos aturar”.

Quanto ao "jogo político sujo", o pastor participou dele ao defender junto a Cunha, nos bastidores, a aprovação de isenção fiscal às comissões que igrejas pagam a seus pastores.

A medida foi introduzida sorrateiramente pelo presidente na Câmara na Medida Provisória 668, cujo objetivo principal era o ajuste fiscal.

Malafaia deveria saber que mentir é pecado em qualquer religião.

Com informações do Twitter.





Emenda de Cunha livra Soares e Malafaia de dívida

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...