Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

......................................................................................

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Miley Cyrus critica cristãos que impõem sua crença à sociedade

"Essas pessoas não devem
 fazer as nossas leis", disse
a artista norte-americana
A cantora pop norte-americana Miley Cyrus (foto), 22, criticou os cristãos fundamentalistas que procuram impor a sua crença a todos por intermédio de criação de leis.

"Essas pessoas não devem fazer as nossas leis", disse. “São pessoas que acreditam que a Arca de Noé foi uma embarcação real.”

Ela argumentou que quem já superou a fase do conto de fadas não deveria acreditar nessa “porra louca” da Bíblia.

Na entrevista que concedeu à revista Paper, Cyrus também falou sobre sua bissexualidade, da qual tomou consciência quando tinha 14 anos.

Falou que faz sexo com “meninas” e “meninos”, desde que tenham mais de 18 anos e haja com eles uma relação de amor.

Disse, também, que ela se tornou vegan em 2014 após Floyd, o seu cão, ser atacado por um coiote durante uma turnê que fazia no Alaska. Ela espera que o seu exemplo seja seguido por alguns de seus fãs.

O criacionista Ken Ham se sentiu atingido pela criticas de artista aos fundamentalistas cristãos.

Ele disse que a única coisa que impede Cyrus de ter relação sexual com animal é que ela ainda acredita em Deus.

O ponto de vista de Ham é de que a moral vem Deus, sem o qual tudo é permitido.

Assim, pela lógica de Cyrus, argumentou Ham, se todos somos resultado da evolução, bichos e homens, não haveria nada de errado em se ter sexo com animais, porque animais somos todos.

O criacionista disse que a artista não adotou esse comportamento porque ela, em seu coração, sabe que Deus existe e que o homem é diferente dos animais porque ele foi criado à semelhança de Deus.

Fãs de Cyrus e críticos de Ham estranharam o criacionista ter trazido à tona sem qualquer contextualização o assunto de sexo com animais.Ninguém estava falando disso.

Na avaliação do blogueiro ateu Michael Stone, por exemplo, os comentários de Ham indicam que o criacionista se sentiria autorizado para estuprar animais e crianças, se não tivesse um deus.

Ele escreveu que aparentemente Ham não tem bússola moral. Assim, sem o seu deus imaginário para lhe dizer o que é certo e o que é errado, ele não saberia que é moralmente repreensível ter relações sexuais com animais e crianças, além de adultos sem o consentimento deles.

Com informação das agências e foto de divulgação.





Cineasta faz advertência sobre fanatismo evangélico no Brasil

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...