Paulopes

Religião, ateísmo, ciência e astronomia

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Com maior taxa de fertilidade, muçulmanos vão superar cristãos

Não afiliados
à religião terão queda
de 16,4% para 13,2%
Os muçulmanos vão chegar em 2050 a 2,76 bilhões, representando 29,7% da população global. Os cristãos serão 2,92 bilhões, 31,4% do total.

Em 2070, o número de muçulmanos irá superar o de cristãos, a não ser que ocorram imprevistos, como guerra, fome, doença e agitação política.

A estimativa é do Centro de Pesquisa Pew, dos Estados Unidos.

Os muçulmanos têm maior taxa de fertilidade entre todos os religiosos, 3,1 filhos por mulher. Por isso, estão crescendo duas vezes mais rápido. Eles têm a menor idade média, 23 anos.

Cristãos geram 2,7 filhos por mulher; hindus, 2,4; judeus, 2,3; não afiliados à religião, 1,7; e budistas, 1,6.

De 2010 e 2050, os muçulmanos vão aumentar a sua população em 73%, contra 31% dos cristãos, que estão perdendo terreno na Europa — no Reino Unido, França, Holanda, por exemplo —, mas aumentará sua presença na África.

Na Índia, onde a maioria permanecerá hindu, haverá a maior concentração de muçulmanos do mundo, superado a da Indonésia.

Embora seja um grupo em expansão em países europeus e nos Estados Unidos, com o acrescimento adicional de 100 milhões de pessoas nas próximas décadas, os não afiliados à religião, incluindo ateus e agnósticos, vão perder proporcionalidade na população global. Em 2010, eles representavam 16,4% e em 2050 serão 13,2%.

Está havendo uma maior concentração de céticos em poucos países, e a sua população envelhece rapidamente por causa da baixa taxa de fertilidade, o que já foi detectado por outras pesquisas.

O percentual de não afiliados vai crescer ligeiramente na América Latina e no Caribe, passando de 7,7% da população para 8,7%. E se manterá no atual nível na África subsaariana, Médio Oriente e Norte da África.

No Brasil, os não afiliados à religião vão representar em 2050 apenas 1,7% da população.

Outros destaques da pesquisa

- Cerca de dois terços dos não afiliados à religião se encontram na China.

- Até 2050, os Estados Unidos terão a segunda população de não afiliados à religião do mundo (8% de sua população), superando o Japão (6%).

- Em 2010, havia 159 países de maioria cristã, os quais vão se reduzir a oito países, incluindo a França, o Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia.

- Em 2050, os muçulmanos vão deter a maioria em 51 países.

- A parcela de muçulmanos da população dos Estados Unidos vai de menos de 1% para 2,1%. A de judeus cairá de 1,8% para 1,4%.

- Nos Estados Unidos, o percentual de não afiliados à religião vai subir de 16% para 26%.

- A população budista global será aproximadamente a mesma de 2010.

- O cristianismo vai obter 40 milhões de seguidores, mas vai perder 106 milhões.

Com informação da íntegra do estudo. 





Muçulmanos têm planos de expandir sua fé no Brasil

Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...