Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Psicóloga cristã afirma que tolerância religiosa é falta de fé

Marisa Lobo prega no Twitter a intolerância religiosa
A psicóloga cristã Marisa Lobo escreveu ontem em seu perfil no Twitter que “nada é mais lógico do que a perseguição. A tolerância religiosa é uma espécie de falta de fé. #Prossigamos fazendo o bem.” 

A evangélica Marisa Lobo se tornou uma subcelebridade da internet por misturar crença religiosa com a ciência da psicologia — com intensidade, ela é elogiada por uns e criticada por outros. Depois de ter sido advertida pelo Conselho Regional de Psicologia do Paraná, ela passou a se apresentar na internet como “psicóloga e cristã”.

No Twitter, Lobo não diz por que defende a perseguição e a intolerância religiosa. Talvez seja porque, de acordo suas postagens posteriores, tenha resolvido recorrer à polícia contra as ofensas das quais é alvo na internet.

“Estou processando diretamente na delegacia de crimes virtuais uma cambada que passou dos limites comigo”, escreveu. “Ontem fui na delegacia e abri 17 processos contra afrontas em redes sociais. “Aguardem. Só não entendo por que tanto ódio... só porque sou feliz?”

Ela tem criticado no microblog a contestação do biólogo e mestre em genética Eli Vieira à afirmação do pastor Silas Malafaia de que “ninguém nasce gay, homossexualismo é um comportamento”. Lobo escreveu que “não existe fatos científicos que provem que a homossexualidade seja genética”.

Para ela, “embora tente-se explicar a origem da homossexualidade, o que precisamos é entender a origem da nossa tolerância [dos cristãos].





Com informação do Twitter da Marisa Lobo.

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...