Banco do Vaticano tem conta secreta de 40 milhões de euros

Jornal diz que ninguém sabe a origem e
destino do dinheiro da conta misteriosa
O Banco Central da Itália descobriu que o IOR (Instituto para as Obras de Religião), que é o nome jurídico do Banco do Vaticano, tem uma conta secreta em uma agência do Deustsche Bank com a movimentação de 40 milhões de euros em  12 meses. O valor equivale a aproximadamente R$ 109 milhões.

O jornal Corriere della Sera informou que “não se sabe praticamente nada” sobre a origem e o destino desse dinheiro.  “O problema é sempre o mesmo: não se conhece o titular efetivo do depósito e, sobretudo, quem tem poder para operar essa conta e, por isso, não se pode aplicar as normas contra a lavagem de dinheiro.”

Essa conta misteriosa fez com que o BC italiano suspendesse o uso de cartões de crédito internacionais em 80 estabelecimentos comerciais do Vaticano. Assim, desde 1º de janeiro, os turistas só podem pagar museus, farmácias, supermercados e lojas de lembranças com dinheiro em espécie, afetando o faturamento dessas atividades e as finanças do Vaticano.

O governo dos Estados Unidos e entidades financeiras internacionais pressionam há anos o Banco do Vaticano para que tenha balanços transparentes, de que modo a evitar que a instituição seja usada para a lavagem de dinheiro de terroristas, traficantes e mafiosos.

O Vaticano estaria resistindo à transparência para não ter de revelar algumas destinações de seus recursos.



O jesuíta Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano, disse que os pagamentos com cartões de crédito e débitos voltarão, assim que forem resolvidos, segundo ele,  “problemas técnicos”. 

Com informação do Corriere della Sera

Ex-presidente do Banco do Vaticano teme ser morto
junho de 2012

Comentários

  1. São amadores ainda.

    A Universal com certeza tem muito mais do que isso espalhado em contas em diversos países.

    Att.,

    Espancador de Pastores

    ResponderExcluir
  2. A sujeira da Igreja continua vindo à tona. Até quando os crédulos vão sustentar essa mentira chamada religião? Contas secretas do Vaticano? Confere. Torneiras de ouro? Confere. Encobrimento de pedófilos? Confere. Omissão ante o nazismo? OK. Religião é a 'fina arte' de dizer uma coisa e fazer outra totalmente inversa.

    Ruggero

    ResponderExcluir
  3. Esses caras de batina; de terno, gravata e bíblia na mão; de turbante e de cinto-bomba e adaga na mão, são todos muito honestos. São a mais pura expressão da ingenuidade! ;D

    ResponderExcluir
  4. Só esqueceram de avisar que a igreja mantém hospitais, asilos, jardins de infância e dentre tantas outras coisas. Além disso, a igreja mantém, inclusive, um pré-vestibular comunitário para jovens carentes aqui na minha cidade. É o tipo de trabalho que qualquer crítico da igreja quer bem longe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então pra vc isso justifica o valor arrecadado em 12 meses? Realmente a religião cega as pessoas ^^

      Excluir
    2. Qualquer ajuda é bem-vinda, mas isso comparado com toda a lavagem de dinheiro que há "por trás", sem ninguém saber, transforma "essa ajuda" em uma mera esmola.
      "Confiança não se impõe. Confiança se conquista". O problema é que alguns vendem sua confiança por meros "tostões". ¬¬

      Excluir
    3. Segundo o Gilberto, os fins justificam os meios.
      Pode fazer a canalhice que quiser, mas se fizer coisas boas também então tudo bem! É o típico motivador do catolicismo: apronte de tudo e no final só precisa dizer que se arrepende, ai jesus fica feliz.

      Excluir
    4. Nenhum ato de bondade pode apagar um de maldade, por mais que a ICAR seja filantrópica, os podres dela são grandes demais para serem escondidos por isso.

      Excluir
    5. Muito fácil fazer caridade com o dinheiro alheio (doações).
      O pior é que a ajuda vem com proselitismo e desinformação, como acontece na África. Lá, com seus postos de saúde, demonizam a camisinha, por exemplo. Quantos já não se infectaram com a ajuda da ICAR?

      Excluir
    6. "Só esqueceram de avisar que a igreja mantém hospitais, asilos, jardins de infância e dentre tantas outras coisas. Além disso, a igreja mantém, inclusive, um pré-vestibular comunitário para jovens carentes aqui na minha cidade"

      Não faz mais nada do que deveria, devido ao poder econômico e social que tem.

      Afinal, esse tal cristianismo tem que servir para alguma coisa além de alienar e tomar dinheiro do povo, pois não?

      Att.,

      Espancador de Pastores

      Excluir
  5. Gilberto, traficantes tambem ajudam a comunidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E geram empregos, e movimentam a economia, e impõe ordem.
      A única coisa é que traficante é mais honesto que padre.
      O produtos que eles vendem, eles entregam, já o produto vendido pelas igrejas...


      Sérgio

      Excluir
  6. Semana passada aqui na minha cidade(interiorrrrrr),eu passei na frente de uma Igreja caótica,e vi uma placa enorme com a seguinte inscrição: ''Ajude a POBRE Igreja católica,pois TODO o dinheiro arrecadado essa semana,será usado para ''ajudar'' os pobres'',pois é né,o Papa deve ser um desses pobres,pois o infeliz so tem coisa de ouro no cafofo dele.

    ResponderExcluir
  7. E o Papa, reza pela pobreza e miséria dos países subdesenvolvidos.

    ResponderExcluir
  8. Pois é, mas Jesus não tem nada com essa podridão. O projeto de Deus para a humanidade era e é um mundo de justiça e igualdade. Todos os que usam e falam o nome de Deus em vão, ou para beneficio próprio, sejam católicos ou evangélicos pagarão um preço muito alto. Não tenham dúvida. Pois Deus é misericórdia, mas acima de tudo é justo, então não anda com a injustiça.

    ResponderExcluir
  9. Que tal pegar esse dinheiro e dividir com o mundo. E ponto final. Tchau religião.
    Eu acredito em Deus, mas não em religião.

    ResponderExcluir

Postar um comentário