Militante gay questiona pregação religiosa em hospital

por Ricardo Rocha Aguieiras
militante do movimento gay

O fundamentalismo religioso esta na ordem do dia, cada vez mais presente no nosso cotidiano e, desde a última eleição, com o aval da Presidência da República.

Sou paciente do Instituto Emílio Ribas [entidade pública do Estado de São Paulo] desde 2005 e sempre admirei a forma como somos tratados lá, a organização, limpeza perfeita e médicos preocupados, estudos avançados e tudo isso acabou tornando o complexo hospitalar uma referência mundial em doenças infectocontagiosas. Mas...

Uma coisa sempre me incomodou lá dentro são as suas duas capelanias religiosas, a católica e a evangélica, esta última dirigida pela Igreja Presbiteriana do Brasil, de cunho homofóbico e que considera diversidade sexual como pecado e como possessão demoníaca e encaram a epidemia de Aids como consequência direta desta "perversão moral".

Antes a gente ainda via uns crucifixos em alguns lugares do hospital, hoje bem menos. Mas vejo as tais "voluntárias" religiosas sufocando pacientes com seus panfletos e imagina você: alguém doente é alguém numa situação de extrema fragilidade e carência, muitas vezes vem de longe, muitos não possuem informação e estudo para se defender e acabam sendo presas fáceis nas mãos de doutrinas oportunistas e sufocantes.

Já vi coisas absurdas lá, como tirarem as revistas destinadas aos pacientes dos cestos e colocarem em seu lugar os folhetos e jornais religiosos. São impositivos. Outro dia uma delas rangeu os dentes por que eu não quis o folhetinho delas, me xingou baixinho e depois falou o xingo maior: "Fica com Deus". Ora, muitas vezes não tem leitos disponíveis para doentes, ainda vão ter que achar espaço para deus?... risos...

A gente brinca, mas o assunto é sério. Ontem me chegou uma denúncia falando que estariam dificultando a entrada das Igrejas Inclusivas, lá, até mesmo para visitas pessoais a um ou outro paciente que já seja dessas igrejas.

Eu fico me perguntando: se o Estado é laico, cadê as outras religiões atuando lá dentro? Cadê os budistas, cadê os judeus, cadê as religiões de matrizes africanas? E outras? Cadê? Como pode só essas duas ficarem lá dentro, metidas e poderosas, barrando a entrada de outras? Aliás, como fazem fora, também, dominando e sufocando todos os espaços, inclusive no Senado e no Congresso Nacional. Percebem a gravidade?

Fui voluntário lá mesmo, no Hospital Emílio Ribas, há dois anos. Passamos por dois meses de treinamento antes de visitarmos pacientes internados, para levar livros, revistas, sabonetes e pastas de dente, ver se precisam de algo, avisar familiares e etc.

Antes de entrar nos quartos a gente tinha que lavar as mãos na ante sala e ao sair, idem. Passar o gel antisséptico também. Mas eu notava que membros das duas capelanias não faziam o mesmo...estranho, né?

Éramos orientados a não entrar num quarto quando havia enfermeiros, médicos ou outras visitas. Respeitávamos isso. Mas eles, não. Abriam a porta e iam entrando dando glórias a Jesus. Invasivos desde sempre.



Olhem só o que está escrito  no livro da capelã-missionária da Igreja Presbiteriana, que comanda lá no Emílio Ribas, a Eleny Vassão de Paula Aitken:

"A ciência já descobriu que informar a sociedade sobre este mal é uma necessidade básica e urgente. Mas descobriu também que somente a informação não produz transformação de mentes e de hábitos sexuais. E o problema continua, então, crescendo a cada dia. Qual a missão da Igreja frente à Aids? Nós conhecemos o único meio pelo qual as pessoas que se envolveram em prostituição, homossexualismo, travestismo e drogas podem ter suas hábitos transformados, tornando-se novas criaturas: através do relacionamento com a pessoa de Jesus. À Igreja cabe o papel de contar à população as boas-novas do Evangelho, e assim participar desta batalha contra a Aids. Amar: Informando, evangelizando e consolando, está é a maneira pela a Igreja demonstra ser a luz do mundo e o sal da terra, impedindo o total apodrecimento."

Ou seja, para eles, somos podres, e Aids, castigo. Anos e anos lutando para fazer a sociedade ter menos preconceito e destroem tudo, em pouco tempo. Percebem a gravidade?

Este texto foi publicado originalmente no blog Nossos Tons.

Vereador quer mais credos nos hospitais; evangélicos reagem
março de 2012

Ateus americanos pedem ao Exército capelão para descrentes
abril de 2011

Comentários

  1. Respostas
    1. O hospital parece ser estadual:

      http://www.emilioribas.sp.gov.br/

      Excluir
    2. Espalhem bandeiras do arco-íris e façam uma parada gay dentro do hospital (pagos com dinheiro público, como de costume), e o militante gay vai achar lindo, um exemplo a ser seguido.

      Excluir
  2. Que falta de respeito desses religiosos a humanidade precisa sair deste transe religioso urgentemente.

    ResponderExcluir
  3. As capelanias nos hospitais podem ser um problema. Não pela pregação em si. Aliás, é um direito do doente internado ter assistência espiritual de sua preferência. O problema é que, em muitos casos, a religião dentro dessas instituições, além de fazer proselitismo, chega a ocupar o lugar reservado à ciência. Como?
    Por diversas vezes presenciei pacientes deprimidos, recusando-se a aceitar medicações e, ao invés de os outros profissionais chamarem um profissional da Psicologia, pediam a presença urgente do capelão ou capelã.
    Conforme reza a lei que regula o SUS e a assistência à saúde de um modo geral, todas as ações de saúde devem ser baseadas em ciência. O que não é comprovadamente científico não pode ser tomado por tratamento e indicado ao doente pela equipe de saúde. É o paciente que decide se quer ou não assitência espiritual. A ele deve ser informado que há serviço religioso à disposição no hospital ou casa de saúde quando da internação e, caso queira, terá tal atendimento. À equipe de saúde cabe aplicar a terapêutica profissional que é de direito do paciente.
    Priorizar o atendimento espiritual em detrimento do tratamento científico é uma violação a um direito básico do cidadão: o direito à assistência de saúde com qualidade e baseada na ciência.

    ResponderExcluir
  4. Se um dia eu ficar doente a ponto de passar meus ultimos dias em um hospital, vou exigir a proibicao absoluta e total de religiosos em meu quarto, sob pena de pesados processos judiciais (cujo espolio deixarei a meus parentes) por violacao invasiva à minha liberdade pessoal.

    ResponderExcluir
  5. "desde a última eleição, com o aval da presidência."

    E o Picolé de Chuchu, pupilo da Opus Dei?

    E o bispo de Guarulhos distribuindo santinhos contra a Dilma, durante as eleições, a mando do José Serra?

    E o Serra fazendo campanha contra o aborto, sendo que a 1a. dama, Dona Monica Allende, fez um aborto? E é do Chile, de um país onde homem tirar meleca já é considerado aborto? E que ainda por cima casou-se com o aborto?

    (O unico fato a favor dela é que a Verônica tem menos um irmãozinho, e o Brasil menos um tucano corrupto.)

    Aval da presidência uma ova!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "tucano corrupto"

      Perdoem pelo pleonasmo.

      Excluir
  6. Recusar ou receber uma visita depende de cada um.
    E pelo que eu sei, a maioria dos hospitais tem capelas.
    Outras religiões não vão por não ser seu costume.

    ResponderExcluir
  7. Aval da presidência é uma ova? Quando falam na presidente os petistas vão logo falando no PSDB, como se a sujeira do sujo justificasse o mal lavado... o PT anda nomeando ministros da bancada evangélica tanto quanto deputados tucanos falam em cura de gays no Congresso. Estamos ferrados e a "esquerda" amarela, PT e etc, continua se contentando em ser o menos pior. Que mierda.

    Mano, outras religiões não vão por costume? Não viu o sujeito falando que os caras dificultam a entrada das igrejas inclusivas, as igrejas protestantes que aceitam a homossexualidade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "igrejas inclusivas, as igrejas protestantes que aceitam a homossexualidade?"

      Hein? Isso existe?

      Excluir
    2. Igreja contemporânea não condena a homossexualidade.

      Excluir
    3. Tem as chamadas "Igrejas Inclusivas", que aceitam a homossexualidade como algo natural. Algumas fazem até uniões homoafetivas.

      Excluir
  8. Ha, ha, ha... Me poupe! É o intolerante falando do intolerável... Como pode um grupo reivindicar seu reconhecimento e espaço numa sociedade em detrimento do outro? Querem reprimir manifestações religiosas e símbolos em áreas e repartições públicas e liberar os espaços públicos para as Paradas GLTS, Orgulho Gay e outros... Penso que não é por aí senão, o preconceito continua e apenas munda o foco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lanna,

      Niguém tá querendo reprimir as manifestações religiosas, só que pra isso tem hora e lugar e tem que se levar em conta a vontade do paciente.

      Se um paciente que é evangélico quer um pastor ou obreiro da igreja que frequenta do lado pra dar conforto espiritual pra ele, td bem ...é de direito desse paciente. Da mesma que é de direito de paciente que não está interessado em ouvir bob...digo, pregações religiosas em dizer que não está interessado e ser respeitado por isso (mas, infelizmente não é o que se vê acontecendo por aí. O que mais tem são religiosos obrigando vc ouvir as pregações deles, seja em que lugar for e ai de vc se disser que não está interessado...a casa cai em cima de vc)

      Excluir
  9. Oportunistas e sufocantes, descreve-se com precisão o que tais 'voluntários' fazem com estas pessoas. Homofobia pra mim é tão crime quanto matar. Tentam matar a dignidade dos que querem viver como simples humano, e só.

    ResponderExcluir
  10. Mais um caso de TOC (Transtorno Obsessivo Cristão)...

    ResponderExcluir
  11. Entender o que esta escrito sem saber interpretar as letras, palavras, frases e idéias, é o mesmo que inventar, desse ponto até nascer o homem bomba é só uma questão de "entender a palavra de Deus".

    Tafa-

    ResponderExcluir
  12. o que me deixa indignada é ver esse movimento anti Deus e tudo mais so partindo de gaysm na verdade tanto ser gay como ser ateu são decisões pessoais, a religião faz seu papel como faz qualquer outro seguimento. nao se condena as opções agora passei dias e dias em hospital e vi que toda fé acalma e temos que ter o direito de termos nossas capelas isso é milenar, agora um movimento desse n~~ao pode mandar em tudo e porque temos que nos calar.Cada um é responsavel pelas escolhas e arquem com elas.Va crie seu grupo de fé ou qualquer coisa assim, agora o massacre religioso imposto por alguns seguidores é triste. Deus não pode servir so qdo estiverem no leito da morte muito menos Nossa Senhora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Selma,

      >> "o que me deixa indignada é ver esse movimento anti Deus e tudo mais so partindo de gaysm na verdade tanto ser gay como ser ateu são decisões pessoais..."

      Da mesma forma que ter uma religião é uma decisão pessoal e que não deve em hipótese alguma ser imposta aos outros contra a vontade deles.

      Se tem pessoas que sentem mais confortadas em ter uma religião e se sentem melhor ao receber o apoio de um padre, pastor, freira, pajé, pai de santo, etc, bom pra elas. Mas essa tal ajuda espiritual não deve ser imposta em quem não está interessado em recebê-la e essa decisão tem que ser respeitada.

      Já aconteceu isso comigo tb. Eu estava passando por um momento difícil na minha vida e uma pessoa me aconselhou a ir na igreja dela e procurar ajuda do pastor. Eu agradeci pela oferta, mas declinei pq já estava procurando uma ajuda mais adequada pra situação que eu estava passando. Essa pessoa de uma hora pra outra, deixou de ser amável e prestativa e me colou o saco por não estar interessada em escutar o pastor da igreja dela.

      Sinceramente, vc acha que eu - ou qualquer outra pessoa - tem que aceitar calado essa imposição das igrejas católicas e evangélicas em fazer pregações religiosas - mesmo qdo não estamos interessados?

      Se for assim então, eu vou entrar em quartos de hospitais públicos e vou deixar panfletos sobre o Anticristo de Niezstche e vou começar a citar os aforismos desse livro, não me importando se o paciente está interessado em ouvir ou não...hehehehe (brincadeira)

      Excluir
    2. Paulinho...minha criança-projetinho de troll,

      A única pessoa perturbada e desocupada aqui é vc. É vc que vem aqui pra falar bobagens religiosas (que eu dispenso), pra falar mal de quem não acredita no seu deus e de quem vive uma vida que vc considera inaceitável (como se eu me importasse com o que vc aceita ou não) e pra fazer comentários homofóbicos.

      Eu tenho mto peito pra enfrentar vc, meu querido. Eu já lidei com gente pior do que vc, um religioso fanático e troll que nem vc é fichinha e não mete medo algum. Mto pelo contrário, suas atitudes só me fazem rir até quase deslocar a mandíbula de tão patéticas que elas são. Eu quase sinto pena de vc.

      Vc só ladra e não morde. O fato de vc escrever esses comentários "tolerantes" (só pra não dizer o contrário, hehe) em caixa alta como se estivesse berrando na sua igreja pra td mundo ouvir é prova disso. E outra coisinha: comentários postados em caixa alta e comentários intolerantes e preconceituosos são deletados. Regras do Paulo Lopes.

      Excluir
    3. Paulo,

      Pra pôr fim à essa discussão:

      1º- quem não tem vida é vc. Se vc vive postando aqui pra trollar, postar comentários preconceituosos e ficar dando faniquito é sinal que vc não tem o que fazer;

      2° - Ter uma religião é como um pênis: td bem ter uma, mas não mostre ela em lugares públicos e inadequados e não tente enfiá-la na garganta das pessoas, ok? ;)

      Resumindo: mantenha o seu pê...digo, sua religião pra vc e pra vc apenas, beleza?

      Excluir
    4. Putz, já imaginaram a choradeira homo-ateísta se alguém falasse algo como:

      "Ter uma preferência homossexual e ateísta é como um pênis: tudo bem ter uma, mas não mostre ela em lugares públicos e inadequados e não tente enfiá-la na garganta das pessoas, ok?"

      Excluir
    5. Anônimo (Mar 19, 2012 10:16 PM)

      Querido Anônimo, nós não obrigamos ninguém a ser ateu ou homossexual. Ser ateu é uma escolha pessoal e ser homossexual é uma orientação sexual e que a pessoa já nasce com ela.

      Nós não somos como evangélicos que ficam tentando nos converter a força e que nos obriga a ouvir a cantilena deles qdo não estamos interessados.

      Excluir
    6. Selma ( temos que ter o direito de termos nossas capelas isso é milenar ) , com todo o respeito a vc,né poq a sua icar é milenar que vc e ela tem o direito de importunar os outros .

      Excluir
  13. Investigado em inquérito da Polícia Civil do Rio de Janeiro por suspeita de estupro, de tortura e de manter vínculos com criminosos, como revelou Leslie Leitão na última edição de VEJA, o pastor Marcos Pereira, chefão da da Assembleia de Deus dos Últimos Dias, foi um dos primeiros a abraçar Dilma Rousseff, ontem, durante homenagem do Senado às mulheres.

    Inacreditável: um sujeito investigado por estupro numa cerimônia em louvor às mulheres – e ainda por cima abraçando a presidente da República. Numa palavra, os cerimoniais do Congresso e da Presidência, falharam.

    Isso é Brasil.

    ResponderExcluir
  14. Senhora desavisada Selma,


    o que me deixa indignada é ver esse movimento anti Deus e tudo mais so partindo de gaysm na verdade tanto ser gay como ser ateu são decisões pessoais, a religião faz seu papel como faz qualquer outro seguimento.
    Primeiro, minha senhora o movimento gay não faz movimentos anti Deus, apenas reclamam, com razão, da sharia imposta por vocês fundamentalistas.
    nao se condena as opções agora passei dias e dias em hospital e vi que toda fé acalma e temos que ter o direito de termos nossas capelas isso é milenar, agora um movimento desse n~~ao pode mandar em tudo e porque temos que nos calar.
    Mas quem está querendo calar quem? Esse argumento é furado. Quem cala e destrói tudo ficando como única e exclusiva dona da verdade? Eu mesmo vou dá a resposta: A religião. Mesmo porque o está em questão é que todas, eu disse todas, as religiões que existem no Brasil deveriam ter acesso ao HER e não apenas duas e isso é exclusão sim, minha senhora. Duvido, mas duvido mesmo que vocês deixem representantes judeus pregaram a Torá dentro das dependências do Hospital.
    Cada um é responsavel pelas escolhas e arquem com elas.Va crie seu grupo de fé ou qualquer coisa assim, agora o massacre religioso imposto por alguns seguidores é triste. Deus não pode servir so qdo estiverem no leito da morte muito menos Nossa Senhora.

    Massacre religioso? Nossa , que horror. Massacre religioso é a infância perdida graças ao grande número de padres pedófilos. Massacre é ver o papa pregar uma coisa enquanto mantém um secretário particular tão bofe quanto um ator da globo.
    Massacre é essa notícia abaixo:
    Investigado em inquérito da Polícia Civil do Rio de Janeiro por suspeita de estupro, de tortura e de manter vínculos com criminosos, como revelou Leslie Leitão na última edição de VEJA, opastor Marcos Pereira, chefão da da Assembleia de Deus dos Últimos Dias, foi um dos primeiros a abraçar Dilma Rousseff, ontem, durante homenagem do Senado às mulheres.
    Inacreditável: um sujeito investigado por estupro numa cerimônia em louvor às mulheres – e ainda por cima abraçando a presidente da República. Numa palavra, os cerimoniais do Congresso e da Presidência, falharam.

    ResponderExcluir
  15. Paulo Lopes, me pergunto como vc admite que certos seres não-evoluidos publiquem ofensas contra tudo e todos? Esse "paulo de tarso" é o pior deles. Faria bem limpar o site de excrementos dessa laia.

    ResponderExcluir
  16. Acredito que o mais triste de tudo isso é perceber que os religiosos não estão abertos ao debate... A argumentação está calcada num livro antigo e mal interpretado e por isso nunca trazem nenhuma novidade. Mas como eles próprios dizem, é por quê deus quis assim né...
    E querido Irmão, o sr. Paulo Lopes não o está perseguindo, afinal quem está intencionando espezinhar aqui é você, concorda?

    ResponderExcluir
  17. cristao é perseguido ja nao é de agora,voces falam um monte de palavras de baixo calao,pra nós e depois quando nós respondemos os ataques contra nós,voces se fazem de coitadinhos inocentes. voces ja chamaram o irmao de tudo o que é nome e nimguém apagou as ofensas contra ele, eu por sinal também ja fui xingado aqui também, israel,luan e anonimo sao os mais bocas sujas deste blog,só que tem gente que faz vista grossa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo de tarso, palavras de "baixo calão" tem de ambos os lados. Quem está se fazendo de coitadinho inocente é você, um monte de gente xinga, um monte de gente recebe xingamentos e nem por isso se fazem de vítimas, de coitadinhas. Cristãos são sim perseguidos, mas não no Brasil. Eles são perseguidos onde são minorias, como no Oriente Médio, na China, Índia e Coreia do Norte. No Brasil, os cristãos perseguem. São os evangélicos que quebram imagens católicas, são cristãos que invadem terreiros de umbanda, candomblé e centros espíritas para quebrar tudo.

      É claro que há ateus que são intolerantes, mas não venha achando que os cristãos são santos ou que são mais tolerantes do que os ateus. Porque cristãos que xinga e diz que os ateus são filhos do demônio que merecem ir para o inferno, isso tem aos montes.

      Excluir
    2. gustavo henrique concordo em parte com voce é os 2 lados só que tem uns ateus aqui que negam na maior cara deslavada possível,dizendo que nao xinga nimguém. mas em parte seu comentario foi prudente.

      Excluir
  18. Paulo,

    Essa eu não aguentei. Como é que a maioria (quase 90% da população brasileira) é perseguida? Agora, conta a do papagaio.

    Agora, Paulo vc não pode exigir um respeito que vc não merece. Respeito não é dado de bandeja; tem que ser merecido. Vc veio aqui, desrespeitou a gente primeiro e automaticamente perdeu o direito de ser respeitado e automaticamente merece ser tratado da mesma maneira que vc nos trata.

    Vc pode reclamar e se fazer de vítima até cansar, nada vai mudar o fato que vc veio aqui só pra trollar e vomitar grosserias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele xinga um monte, faz seu dircursinho de ódio, ataca as pessoas e depois vem reclamar de "palavras de baixo calão", se faz de perseguido, coitadinho dele, não fez nada de mal para ninguém, estava quietinho na dele quando os ateus malvados vieram perseguí-lo do nada.

      Você é realmente muito paciente, Michelle, para ainda tentar argumentar com esses sujeitos. Eu desisti, porque mesmo que tivessem a intenção de considerar o que os outros têm a dizer (o que eles não têm), já demonstraram claramente que não têm capacidade para isso. É como tentar explicar com argumentos lógicos para um cachorro o motivo de ele não poder fazer xixi no tapete.
      Eu simplesmente não os considero mais como seres humanos e pronto. Fizeram por merecer, afinal de contas.

      Excluir
    2. mentira,mentira e mentira dona michelle, eu fui o primeiro a ser xingado aqui, o primeiro xingamento aqui,foi o do senhor luan cunha,deixa de ser desonesta senhora michelle. outra coisa ou voce é ou voce tem vontade de ser advogada porque voce adora toma partido dos outros,especialmente da sua patotinha. caso seja advogada eu nunca te pegaria NEM PRA PEQUENAS CAUSAS PORQUE VOCE É MUITO FRAQUINHA.

      Excluir
    3. Paulo,

      Eu tomo partido sim...se vc não gosta, vai peidar n'água até fazer bolha, plantar batata no asfalto, catar coquinho na Pólo Norte...deu pra entender, né?

      Excluir
  19. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O blog deleta comentários escritos só com letras maiúsculas, além de trollagens.

      Excluir
    2. nao paulo roberto o blog deleta quem tem opiniao contraria da sua matéria.

      Excluir
    3. Paulo

      (que já vi que é tão "tolerante" qto o verdadeiro Paulo de Tarso)

      >> "nao paulo roberto o blog deleta quem tem opiniao contraria da sua matéria."

      Não. Ele deleta comentários com trollagem, comentários preconceituosos (como os seus) e comentários escritos inteiramente em caixa alta (como os seus).

      Tem duas pessoas que comentaram neste determinado post que mostram uma opinião contrária (a Lanna e a Selma) e os comentários delas não foram deletados. Sabe pq? Pq - apesar de elas discordarem do assunto tratado no post - elas opinaram de uma maneira madura, racional e sem apelar pra trollagens, ignorância, intolerância e sem se fazerem de pobre coitadinhas (e não escreveram com caixa-alta como se estivessem urrando a plenos pulmões até ficarem roxas)

      Só como lembrete a regrinha básica que o Paulo Lopes colocou em seu blog e que aposto que vc leu (vc sabe ler, né?): O texto do leitor pode ser eventualmente promovido a post. Comentário escrito só com letras maiúsculas e trollagem serão deletados.

      Viu? Não há nada nestas regrinhas que diz que comentários com opiniões contrárias sobre o tema tratado nos posts serão deletados. Mas como vc gosta de se fazer de vítima perseguida, seu desonesto do caramba, vc prefere ignorar esse detalhe.

      Se vc não gosta dessas simples regras pra postar comentários neste blog, não poste mais aqui.

      E é vc que está se comportanto como uma menininha birrenta de dois anos. Acho melhor vc voltar pra sua caixinha, Paulo.

      Excluir
    4. michelle voce nao manda em nada aqui. outra coisa voce só sabe querer me desqualificar, mas saiba que o criador do céu,terra e mar esta comigo como dizia meu chara p.t nem nudez,nem fome,nem vida,nem morte vai me separar, do amor de deus em cristo jesus.

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    6. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    7. Paulo,

      Nem vc manda nadinha de nada aqui. Vc vem num blog que - obviamente - não foi pra pessoas como vc só pra encher o saco e tratar mal quem não acredita no seu deus e não vive de acordo com o que vc acha correto.

      Eu apenas coloquei certas regras de postagem estabelecidas pelo blogueiro. Se vc nao gosta, dane-se e vá cuidar da sua vida.

      E dane-se a droga do seu criador tb, blz?

      Excluir
    8. >> "E é vc que está se comportanto como uma menininha birrenta de dois anos."

      >> "michelle voce nao manda em nada aqui."

      Por mais que eu não concorde com a forma com que a Michelle está conduzindo a discussão, ouvir uma frase do tipo "você está fazendo birra" e dizer "você não manda em mim" é a pior resposta que você poderia dar.

      Excluir
    9. Paulo,

      Não é verdade da sua parte, pq vc não tem compaixão por ninguém que não compartilha de sua crença.

      Agora, tchau e tenha uma boa vida.

      Excluir
    10. Paulo,

      >> "nao é verdade voce michelle que tomou raiva de mim,só porque eu nao sou ateu. jesus te ama mesmo voce sendo ateía."

      Eu não tomei raiva de vc por vc não ser ateu. Crer em em algum deus e ter alguma religião é um direito seu. Simplesmente não faz diferença alguma na minha vida se vc acredita em deus.
      O que me deixa indignada é atitude de alguns religiosos como vc que se acham no direito de vir em um blog voltado para ateus não para ter um debate maduro e racional e sim com o único objetivo de desrespeitar as pessoas que postam aqui apenas por serem atéias, por não concordarem com a sua religião e por - algumas delas terem uma orientação sexual no qual a sua religião acha pecaminoso (o Luan e eu nos encaixamos nesses 3 casos: somos ateus, não concordamos com a sua religião e somos GLBT). Eu já comentei em blogs voltados pra cristãos e em nenhum momento foi pra trollar e xingá-los gratuitamente por serem crentes em deus. Eu nunca entrei num blog voltado pra cristãos pra fazer pregação do ateísmo e maltratar aqueles que não compartilham da minha falta de crença em deuses. Eu posso discordar da religião que eles escolheram seguir e não acreditar no deus deles, mas eu respeito o direito que eles têm de acreditar ou não acreditar no que quiserem.

      Vc é que tomou raiva de nós por não compartilharmos de sua crença e se acha no direito "dado por deus" de agir com falta de educação e demagogia barata, nos ameaçando com o fogo do inferno (como se ameaças vazias como essa adiantassem alguma coisa), postando mensagens preconceituosas e cheias de ódio, além de ficar dando faniquito e se fazendo de vítima qdo alguém chama sua atenção. O que me deixa indignada não é o fato de vc ser teísta e sim a sua hipocrisia, mesquinharia e intolerância. Eu tentei ao máximo não te tratar com grosseria (que é o que vc merece por ter me desrespeitado primeiro), mas eu não tenho sangue de barata. Reconheço que passei dos limites com vc em alguns comentários, mas é que atitudes como as suas me dão nos nervos. Eu respeito quem merece ser respeitado e vc não merece meu respeito, não por vc acreditar em deus (sua crença não tem nada a ver com isso) e sim por vc ser mesquinho, hipócrita e intolerante.

      Aí vem vc com mais demagogia barata falando que "deus tenha compaixão de mim" e que "jesus me ama mesmo vc sendo atéia". Isso não vale nada vindo de alguém - ou seja, vc - que não tem um pingo de compaixão, amor e respeito pelas pessoas que não compartilham de suas crenças religiosas e que não seguem os dogmas obsoletos da sua religião. Mas não é de surpreender, já que vc usa o deus que vc acredita como bode expiatório pra td.

      A sua religião não é imune à críticas. Qdo criticamos a sua religião, não estamos criticando a sua pessoa...apenas a sua crença. Se vc não sabe separar as duas coisas e fica pessoalmente ofendido por isso, o problema não é nosso. É seu.

      Excluir
    11. É preciso amar aaa, as pessoas como se não houvesse amanhã, porque se você parar pra pensar aaaa, a verdade não há... Meus queridos vamos ser felizes, a nossa passagem aqui na Terra é tão curta. Sou católica praticante, sou catequista, tenho 3 filhos jovens batizados na igreja mas não frequentam por achar que a religião divide as pessoas. Tenho muitos amigos religiosos que são fervorosos e solidários, tenho amigos que são GLTS que são verdadeiros, sinceros e amáveis e tenho amigos ateus que são inteligentes, práticos e me respeitam. Como sou católica, vejo todos como filhos de Deus, uns mais obedientes e outros mais rebeldes.

      Excluir
  20. Nossa, como tem paranóico nesse mundo? Então o blog deleta o que é opinião contrária? E eu , que até hoje não descobri qual é "a opinião" desse blog! Paulo, please, informe-me! Serei só uma velha, ou menos inteligente? Bem, brincadeiras à parte - mesmo porque devíamos louvar e apoiar esse único espaço não-confessional da mídia brasileira, e onde podemos dizer o que bem entendemos-; devo elogiar este post, muito bem escrito, É A VERDADE (quem já passou pelo dilema, sabe!), e eu diria até que ele foi bondoso. Eu VI COISA PIOR. Ouvi médicos satirizando das assistentes sociais preocupadas com os doentes, dizendo-lhes: " quem mandou darem tanto?" E outras "pérolas" do gênero...Ouvi irmãzinhas evangélicas batendo palmas estalando os dedos como látegos, e dizendo: "Minha palavra (a do Senhor, porém apropriada por elas!) é uma chicotada na alma do ímpio" (no caso os impios eram os soropositivos, à época chamados de "aidéticos", os mesmos que os médicos diziam ser justo deixarem sofrer...porque "deram tanto"). Foi um horror esse período e muitos de vocês não eram nem nascidos, mas é bom prevenir-se, porque a religião é um mal insidioso, um cancro que retorna sempre; e a história é cíclica, não se iludam, não se enganem. Não há nada pior no mundo que uma alma religiosa, pois ela se crê absoluta e investida da divina autoridade do bem e do mal; dizem os literatos, que não há maldade mais perversa e mais mesquinha, que aquela que praticada por uma alma "religiosa"...E aos que estão às portas da morte, vulneráveis, fragilizados, os verdugos caem feito moscas sobre eles, incitando-lhes à compulsória conversão, ao arrependimento forçado; muitos, coitados, cedem mais para verem-se logo livres do assédio e da crueldade, que por genuína contrição ou piedade. Uma prima minha, que possuía doença acumulativa dos metais no corpo ao longo dos anos, e que viu-se reduzida a longo coma, narra as horríveis torturas dos seus parentes em colocar-lhe velas na mão acesas...Ela contorcia-se de dor com os pingos da cera derretida, e eles a imaginarem que ela se estava "convertendo"! O Brasil é um verdadeiro circo de horrores nessa hora, não é à toa que os religiosos (sobretudo os pobres) suplicam tanto...rogai por nós, agora e na hora de nossa morte. Amém.

    ResponderExcluir
  21. Paulopes. O blog deleta comentários escritos só com letras maiúsculas, além de trollagens.

    Concordo, Mas o que realmente seja trollagens e que vala para os ateus também. De outra forma é discriminação e perseguição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão,

      O Paulo já deletou comentários intolerantes de ateus. Pergunta pro Luan Cunha, ele já teve comentários deletados pelo Paulo (não que o Luan não tenha tido razão, pq no comentário que eu li ele teve seus motivos...mas isso é uma outra história)

      Excluir
  22. Fala assim, quem nunca ficou jogado em um hospital público sem nenhuma visita.

    " Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber;
    Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes.
    Mateus 25:42-43"
    "Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos?

    Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim.

    E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jesus não precisa receber ajuda dos homens. As pessoas que precisam de ajuda não são Jesus. Essas palavras de Jesus servem para que o homem não deseje o poder de Deus e se conformem com sua situação de homem, um pedindo ajuda para o outro.

      Excluir
    2. "Fala assim quem nunca ficou jogado em um hospital público sem nenhuma visita".

      Tradicionalmente, os pentecostais, como são chamados os evangélicos de última geração, oriundos do suposto "avivamento"(na verdade um revival dos "tremedores", dos movimentos emocionalistas e sentimentalóides politicamente alienados); nada sabem da literatura bíblica, dos idiomas em que esta foi escrita, tampouco da interpretação que uma tradução exige. Como eles e a torcida de todos os times do mundo pensam; traduzir é só transliterar de um idioma para outro, NÃO É VERDADE. VISITAR, no idioma hebraico, tem o sentido grego de ASSISTIR, ou seja, prestar assistência. No idioma latino, que influenciou sobremaneira o mundo ocidental, esse verbo é traduzido para HOSPEDAR, daí o nome primeiro que foi dado a tais lugares de socorro, HOSPEDARIA, depois, HOSPITAL. Ora meu amigo, visitar o enfermo, SE VOCÊ CONHECESSE REALMENTE A BÍBLIA, significa hospedá-lo, tratá-lo. Isso é que um CRISTÃO faria. Visitar, como vocês fazem, com chorumelas, cantigas, longas orações dirigidas ao invisível, embora consolem na base da chantagem emocional a muitos...não auxiliam a TODOS. E INCOMODA AOS DEMAIS, que prezariam naquele momento, apoio real, não imaginário, fictício ou ilusório. Eu não sei de ONDE vocês tiram essa idéia que é consolo, aparecerem nos horários das 16h em diante, com suas biblias cheirando a suvaco, e seus hinários de capa preta; pra falarem de céu a quem convenhamos não está interessado TÃO CEDO A IR PRA LÁ! Vocês em vez de comportarem-se como samaritanos, e em vez de darem tanto dinheiro a pastores, se o dessem aos doentes fariam muito melhor; parecem um bando de abutres, carniceiros...Em outras palavras, depois dos crentes, só os agentes funerários!

      Excluir
  23. Irmão,

    A questão não é essa, querido Irmão. O que acontece em hospitais é que evangélicos aparecem pra ficar orando alto nos corredores e obrigar os pacientes a ouvir as pregações religiosas e ainda ficar barrando a liberdade de exercício de outras religiões e o direito de não se ter nenhuma religião. A liberdade de credo deles termina onde a do outro começa e essa liberdade é inalienável e deve ser respeitada.

    Receber conforto espiritual é uma decisão e direito individual, não uma obrigação. Pregações religiosas não são para serem impostas no paciente (ou qualquer outra pessoa) contra a vontade dele.

    Se eu estivesse internada em um hospital - mesmo estando jogada ali sem receber visita alguma, como vc mencionou - eu ainda dispensaria religiosos querendo me forçar a ouvir o proselitismo deles. É de direito meu dar um "não" como resposta. E se eles vierem com reclamações eu apenas irei dar de ombros. Cara feia deles pra mim é fome, hehehe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Liberdade de crença? Ora, se os crentes de um deus de uma religião, creêm, que seu deus pode derrotar o deus de outra religião, é claro que é necessário haver um combate pra ver quem ganha. Os crentes de religiões diferentes, não devem habitar o mesmo território.

      Excluir
    2. michelle se eu passei do ponto por favor me desculpe. eu nao quero te magoar,eu estou te pedindo desculpas. nao sei se voce vai aceitar,mas esses meus pedidos sao verdadeiros e de todo o meu coraçao.

      Excluir
    3. jesus disse, eu sou o caminho,e a verdade, e a vida,ninguém vem ao pai senao por mim. joao 14.6

      Excluir
    4. Paulo,

      Se vc passou do ponto, não. Vc passou do ponto...várias vezes (assim como eu tb passei do ponto várias vezes). Como eu acredito em segunda chance - meio relutante - mas eu te desculpo. Mas que essa intolerância sua não se repita. Pq se ela se repetir é sinal que esse seu pedido de desculpa não foi assim tão sincero.

      Excluir
    5. Ih, Michelle e Paulo, não esquentem a cabeça, não. Todo mundo fica com raiva e perde a cabeça de vez em quando. Não guardem remorso ou rancor por causa disso.

      Excluir
  24. Além do desconhecimento da literatura bíblica, dos idiomas em que esta foi escrita, os evangélicos de última geração, padecem com a deficiência sociocultural de verdadeira formação. São alienados e duplamente explorados, economica e culturalmente. Visitar, verbo bíblico que se aplica aos enfermos, tem o sentido grego de assistir, prestar assistência, no caso do doente, exige tratá-lo. Eles interpretam como se fosse aquele maquinal rito que desempenham infalivelmente, depois das 16 h em todo hospital público, invadindo quartos e enfermarias, pra assustar os que ainda não estão querendo ir pra o céu...Depois dos crentes, só os agentes funerários, pra causar maior terror. Ainda há um agravante. Invariavelmente naqueles momentos, as pessoas defrontam-se com suas culpas, medos de castigos invisíveis, prenúncios oriundos do inconsciente, como se o mal físico indicasse algum castigo pelo "erro" ou mal escondido; o qual inevitavelmente se associa, dada a crença universal que a doença é fruto do pecado, a algum deslize que o doente supostamente praticou. Aí aparecem esses diabólicos representantes da cobrança, pra atraírem os possíveis futuros recuperados, prometendo-lhes cura, perdão e a posteriori a perfeita saúde; desde, é claro, que paguem os dizimos e as ofertas, pra financiarem carro importado e ar condicionado, mansão e filet-mignon pra o pastor. Enquanto eles bebem aquele refresco de limão sem açúcar, mas com a bênção do Senhor.

    ResponderExcluir
  25. È isso que dá misturar Religião com Politica, Religião é o Cancer do mundo,O Catolicismo trucidante eo Evabgelismo Aterrorizante faziam cair literalmente a cabeça de varios Gays, Ateus e religiosos de religião Diferente da Cristã.

    Isso é um Perigo, Religião é um Perigo, eu quando morrer quero morrer longe de Religiosos e de Igrejas ou Templos evangelicos, quero viver em paz na minha vida Espiritual, livre de Doutrinas Trucidantes e Dogmas Segregarios e PRECONCEITUOSISSIMOS.

    ResponderExcluir
  26. Sou Católico, quando eu morrer não quero missa de 7º Dia muito menos de um Mês, porque sei o quanto a IGREJA CHATOLIca(XATOLICA) é preconceituosa com os Gays, Ateus, e pessoas de religião diferente da CristÃ, por isso quero morrer em paz com meus amigos de verdade que me amam do jeito que eu sou:)
    Sei que quando morrer Deus me fara um espirito de força e de Luz, e eu combaterei todos os tipos de maldade inclusive a HOMOFOBIA.

    ResponderExcluir

Postar um comentário