Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

quarta-feira, 21 de março de 2012

Atirador que matou 4 franceses afirma ser ‘combatente de Deus’

O mujahid acredita que terá como
recompensa virgens no paraíso 
com atualização

Ao ser cercado na manhã desta quarta-feira (21) pela polícia, o francês muçulmano de origem argelina Mohamed Merah, 24, disse ser um "mujahid" (combatente de Deus), de acordo com as autoridades.

Merah é o suspeito de ter matado na segunda-feira (19) três crianças e um professor de uma escola judaica em Toulouse. Ele também seria o autor do ataque que matou três militares no começo do mês.

Na terça-feira à noite, Merah telefonou a uma jornalista para dizer que o ataque à escola judaica foi um protesto contra a lei que proíbe o uso do véu islâmico nas repartições públicas francesas, além de ser a vingança pela morte de crianças palestinas.

A polícia informou que o fanático religioso planejava mais um ataque, desta vez contra um soldado. A polícia encontrou bombas no carro de um dos irmãos de Merah.

Merah e policiais chegaram a trocar tiros, mas até o início da tarde de hoje ele não tinha sido preso. As autoridades temem que ele exploda o prédio onde se encontra encurralado.

O “mujahid" é o islâmico disposto a sacrificar a sua vida em nome de Deus e da religião. Tem de ser solteiro, sem filho e não ter bens ou posses. O seu sacrifício, de acordo com o Corão, será recompensado com o paraíso, onde virgens estarão lhe aguardando.

Diz o Corão, surata 56, versículos 12-40:

“E se deitarão sobre leitos incrustados com pedras preciosas, frente a frente, onde lhes servirão jovens de frescores imortais com taças e jarras cheias de vinho que não lhes provocará dores de cabeça nem intoxicação, e frutas de sua predileção, e carne das aves que desejarem. E deles serão as huris [virgens] de olhos escuros, castas como pérolas bem guardadas, em recompensa por tudo quanto tiverem feito. (…) Sabei que criamos as huris para eles, e as fizemos virgens, companheiras amorosas para os justos.”


MORTO atualização em 22/3/2012 

Merah (foto) foi morto por um tiro na cabeça durante operação nesta quinta-feira (22) da polícia francesa para capturá-lo.

Autoridades francesas informaram que a força de elite da polícia fez de tudo para pegá-lo vivo. A casa onde estava ficou sitiada desde ontem, ao longo de 32 horas.

Um grupo ligado a Al Qaeda comunicou que Merah estava sob seu comando.

Com informação das agências.
fevereiro de 2012

Fanatismo islâmico.    Intolerância religiosa no mundo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...