Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

......................................................................................

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Justiça do Reino Unido proíbe orações nas câmaras municipais

Justiça julgou ação movida
 pelo vereador ateu Clive Bone
O Supremo Tribunal do Reino Unido proibiu na sexta-feira (10) as orações no início das sessões das câmaras municipais. A decisão ocorreu a propósito de uma ação movida pelo vereador ateu Clive Bone (foto), que se sente incomodado pelas orações na Câmara de Bideford.

O juiz Ouseley julgou que a Câmara não pode impor as orações aos vereadores descrentes. “Esses vereadores também foram eleitos pelo povo.”

Como a questão passou por tribunais regionais e chegou ao Supremo, a sentença vale para as sessões formais de todos os conselhos da Inglaterra e do País de Gales.

Keith Wood Porteous, diretor da National Secular Society, entidade que deu apoio a Clone, falou que a proibição de “atos de adoração” nas reuniões das câmaras significa um avanço para a separação entre religião e política.

O Reino Unido tem a Igreja da Inglaterra (ou Igreja Anglicana) como crença oficial, cuja autoridade máxima é a rainha Elizabeth II. Apesar disso, trata-se de uma região onde o secularismo tem feito grandes avanços.

O bispo Michael Langrish lamentou a decisão do Supremo e disse não ter dúvida de que a estratégia da National Secular Society é empurrar polegada por polegada a religião para fora da esfera pública.

Com informação da BBC News.





Deputado evangélico celebra culto no plenário
fevereiro de 2012

Religião no Estado laico.       Secularismo.


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...