Maria estava ótima, falaram os médicos da lipo. Mas ela morreu


Maria Aparecida dos Santos Eugênio (foto), 29, morreu na sexta (12) às 15h30m, oito horas depois de sido submetida a uma microlipoaspiração na barriga.

Maria da Glória, 50, a mãe dela, ainda não sabe o que de fato ocorreu.

“Os médicos contaram que ela estava ótima, mas de repente morreu. Não me deram explicações, nem nos receberam para falar mais nada”, disse ela, conformou anotou “O Globo”.

Pelo atestado de óbito, Maria Aparecida morreu em consequência de uma “hemorragia interna aguda, traumática, por agente contundente”.

O nome do médico responsável pela lipo é Alcides Marques Calle. Foi o filho dele, Ricardo Saraiva, também médico, que registrou na polícia um B.O. (Boletim de Ocorrência) da morte da paciente.

Maria Aparecida pagou R$ 5 mil para que a cirurgia fosse realização na Policlínica Vila Galvão, em Guarulhos, na Grande São Paulo.
Ela estava tinha planejado ir ao final deste mês para Espanha, onde aos 21 anos passou trabalhando por uns tempos em restaurantes lavando pratos.

Até agora, não se sabe a versão do médico.

> Regiane, 27, morre durante lipoaspiração.
janeiro de 2009

> Erros médicos?

Semelhantes

Postagens mais visitadas deste blog