quarta-feira, 6 de maio de 2009

Milagrento Valdemiro Santiago radicaliza na exploração da fé

Valdemiro diz que cura com a ponta do dedo.
Pastor da Mundial ilude as pessoas
com sua pregação de cura divina
Valdemiro Santiago de Oliveira (foto), 46, conta que em 1996, em Moçambique, África, foi salvo por dois anjos de um mar cheio de tubarões brancos famintos, depois que ele, naufrago e obeso de 153 quilos, nadou oito horas sob a orientação do Espírito Santo.

Hoje, Santiago é o mais pródigo dos milagrentos da televisão. Perto dele, Jesus Cristo não passaria de amador.

O fundador da IMPD (Igreja Mundial do Poder de Deus) e autoproclamado apóstolo aparece diariamente na tv assumindo a cura de câncer, cegueira, Aids, derrame, gangrena, dependência química e de tudo o que ele considera coisa de Satanás, como a depressão.

Ele garante que ressuscitou um nordestino a pedido da filha do morto.

À revista Eclésia, edição 126, disse: “Comovido, respondi [à moça]: ‘Então, ele está vivo‘. Quando ela voltou para casa, [...] o homem havia voltado à vida.”

As curas são tantas, que pastores de outras seitas neopentecostais devem estar reclamando de concorrência desleal. A IMPD é uma das que mais crescem.

Santiago fundou a IMPD há dez anos. Antes, por 18 anos foi da Iurd (Igreja Universal do Reino de Deus), onde começou como obreiro e chegou a bispo, em Sorocaba (SP). Ele afirma que saiu da Iurd por que quis, mas há a versão de que foi expulso por Edir Macedo por causa de um rumoroso caso extraconjungal. Ele é casado com a ‘bispa’ Franciléia.

Em 2003, uma blitz o flagrou com uma escopeta, duas carabinas e munição, em episódio que não ficou suficientemente esclarecido.

Santiago acalenta superar Macedo em número de fiéis e templos. A IMPD informa que possui 500 templos distribuídos por quase todos os estados brasileiros e está em países da América do Sul (como Argentina e Colômbia) e da Europa (como Portugal e Espanha).

No Brasil, tem aumentado a sua presença na televisão, com audiência em ascensão.

A sede da IMPD fica no Brás, São Paulo, em uma antiga fabrica de 43 mil quadrados. É ali que, diante de mais de 10 mil pessoas que se comprimem (foto abaixo) e de câmeras de tv, Santiago se promove como milagreiro. Ele atua como pastor e ao mesmo tempo como animador de auditório. Abraça as pessoas, beija, chora. Costuma lembrar a sua origem humilde, como a de todos ali.

No programa, há testemunhos de fiéis que teriam sido curados das mais graves doenças por Valdomiro, geralmente com um toque de sua mão.

Atribuiu-se ao suor de Santiago propriedades milagrosas. Fiéis enxugam-no com toalhinha para usá-la em casa, em doentes.

Os fiéis da Santiago são da camada mais pobre da população. São pessoas desassistidas pelo governo. Carecem de educação, de assistência médica, de emprego.



Santiago nunca aconselha os doentes a continuarem o tratamento médico ou a tomar remédio. Os exames clínicos de fiéis que ele mostra na tv com o “antes” (com a presença de tumores, por exemplo) e o “depois” (com o desaparecimento deles) são atribuídos a milagres, não à medicina.

Valdemiro explora descaradamente a fé das pessoas, mas MP, governo, ongs de defesa dos direitos humanos, políticos, entidades de médicos e imprensa não se metem com as seitas milagrentas porque temem ser acusados de perseguição religiosa. O que confirma que quem procura Valdemiro está deserdado de tudo e que só lhe resta esperar por milagres.

Ovelhas de Valdemiro

Todos em busca de milagres.

TV Record acusa Valdemiro de comprar fazendas com dízimo
março de 2012

Receita vai investigar indícios de enriquecimento ilícito de Valdemiro
março de 2012


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...