Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo SBT

MPF quer retratação do apoio de Sheherazade a linchamento

O MPF (Ministério Público Federal) fez um apelo judicial para que o SBT veicule uma retração do comentário da apresentadora Rachel Sheherazade (foto) defendendo um linchamento [ver vídeo abaixo].

SS adverte Sheherazade: ‘Você não pode dar a sua opinião’

Silvio Santos advertiu a apresentadora Rachel Sheherazade durante o programa no SBT da entrega do Troféu Imprensa, no domingo, 9. [Ver vídeo abaixo]

Países racionais com fé em Deus progridem mais, diz Abravanel

A apresentadora de TV Patrícia Abravanel (foto) tem se revelado ser a própria Magda, personagem interpretada por Marisa Orth que, por ignorância e desinformação, só fala bobagem.

Rede social leva Sheherazade a pedir para sair da Jovem Pan

Jornalista se  defende do ódio  com mais ódio Em março, uma petista publicou no Twitter uma foto com a seguinte legenda: “Cuidado com essa imagem que vou mostrar agora, é para estômagos fortes”. A foto era da jornalista Rachel Sheherazade (foto) com seus dois filhos e marido em uma manifestação contra o governo. Com a publicação da foto, que se espalhou pela rede social, a jornalista se deu conta de que não mais pode participar com a família de um evento público sem que sofra hostilidade. Na época, ela prometeu que ia processar a petista. Se resolvesse processar todos que a criticam na internet com contundência, inclusive com xingamentos e comentários preconceituosos, e não só de petistas, Sheherazade não faria outra coisa. Na rede social, a percepção é de que ela é mais odiada do que benquista. É de se pressupor, por isso, que a pressão da rede social pesou bastante em sua decisão abrupta de pedir demissão de comentarista do Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan, ainda que el

SBT proíbe Danilo Gentili de fazer piada sobre religião

Emissora censura comediante O SBT proibiu Danilo Gentili (foto) de fazer piada sobre religião no “The Noite”, programa de entrevista levado ao ar de segunda-feira a sexta.

Rachel Sheherazade passa a usar carro blindado com escolta

Jornalista torna-se vítima de sua própria  pregação por justiça com as próprias mãos Rachel Sheherazade (na foto abaixo), do telejornal “SBT Brasil”, mandou blindar seu carro e de seu marido e tem ido ao trabalho e voltado com uma escolta paga pela emissora porque sofre ameaça de violência e até de morte. A jornalista desencadeou a ira em pessoas e a admiração de outras quando afirmou que considera “compreensível” a atitude dos “vingadores” que atacaram no Rio um menor negro, suposto infrator, que foi ameaçado de morte, além de ser surrado, despido e amarrado a um poste. Ou seja, a apoiadora da justiça com as próprias mãos está sendo submetida ao constrangimento pelo qual passou o jovem negro, com a diferença de que ele não tinha carro blindado nem escolta para se proteger. “Já recebi ameaças de morte pelo WhatsApp e há pessoas que me ligam falando que sabem onde meus filhos estudam. Eu e meu marido blindamos nossos carros, e o SBT me paga uma escolta na ida e na volta do trabal

'SBT Brasil' veta opiniões de Sheherazade; Malafaia protesta

Pastor acusou SBT de ceder a pressões e censurar a jornalista evangélica   O SBT emitiu nota informando que a jornalista Rachel Sheherazade , na foto , deixará de dar sua opinião durante a apresentação do principal jornal da emissora, o “SBT Brasil”. O mesmo vale para o colega dela de bancada, Joseval Peixoto.

SBT suspende Sheherazade para garantir verba do governo

Boca maior que o cérebro: comentários da jornalista têm sido acusados de retrógrados  O SBT vai manter por mais algum tempo a jornalista Rachel Sheherazade (na fotomontagem ao lado) afastada da apresentação do “SBT Brasil” para não colocar sob risco o recebimento de R$ 150 milhões por ano da verba publicitária do governo federal. A informação oficial da emissora é que Sheherazade está de férias, mas o jornalista Ricardo Feltrin, do Uol, escreveu que isso não é verdade porque a apresentadora tirou seu período de descanso recentemente, em janeiro. Entidades de direitos humanos, jornalistas, políticos da oposição e usuários de redes sociais têm criticado fortemente a jornalista por ela ter considerado “compreensível” que justiceiros com o rosto encoberto tivessem espancado no Rio um jovem negro, suposto infrator, prendendo-o em seguida a um poste. No Facebook há também quem apoia a jornalista. Na época em que Sheherazade manifestou solidariedade aos agressores, em fevereiro, o S

Deputada pede corte de verba ao SBT por causa de Sheherazade

Deputada disse que sua intenção não é censurar a jornalista A deputada Jandira Feghali (foto) enviou à Secom (Secretaria de Estado de Comunicação Social) pedido para que suspenda a veiculação de anúncios do governo no SBT porque a emissora promoveu incitamento à violência. Somente em 2012, a rede de televisão do Silvio Santos recebeu R$ 153 milhões do governo federal, 13,64% do total destinado às emissoras. No começo de fevereiro, no SBT Brasil — o principal jornal da emissora —, a âncora Raquel Sheherazade manifestou apoio a um grupo de pessoas encapuzadas que tinha tirado a roupa de um adolescente negro para o espancar e prender a um poste, no Rio. O rapaz tinha passagem pela polícia. A jornalista afirmou que, dada a negligência do governo em cuidar da segurança pública, “a atitude dos vingadores é até compreensível”. [ver vídeo abaixo] O pedido de Feghali de corte da verba publicitária oficial do SBT tem sido criticado nas redes sociais com o argumento de que se trata de

Sheherazade é primária selvagem, diz jornalista

por Nirlando Beirão para CartaCapital Os franceses, com aquele sarcasmo difícil de copiar, dizem dos comentaristas de tevê que eles exercitam, com requinte, la superficialité profonde . Trata-se de uma arte que transita entre o kitsch e o pastiche. Arte, não – artimanha. Você faz cara de quem vai expor verdades estrepitosas, conceitos de extraordinária originalidade, e acaba entregando dois ou três clichês muito dos rastaqueras.

Ex-chefe de jornalismo do SBT critica a defensora de chacinas

Ricardo Melo disse que sente repulsa por quem acha 'compreensível' a chacina O comentarista da Folha e ex-chefe do departamento de jornalismo do SBT Ricardo Melo (foto) lamentou hoje no jornal que “o preceito da liberdade de expressão” venha sendo usado “para quem prega a justiça pelas próprias mãos”. “Repulsa é pouco para descrever o sentimento despertado pelo comentário que justifica, por "compreensível", a barbárie praticada contra um menor no Rio”, escreveu. Trata-se de uma referência clara à jornalista Raquel Sheherazade (na foto abaixo), apresentadora do SBT Brasil, embora o nome dela não tenha sido citado. Foi ela quem considerou “compreensível” o ataque de justiceiros no Rio de Janeiro a um menor de idade negro— ele tem duas passagens pela polícia. O jovem foi espancado, linchado e, como na época da escravidão, preso a um poste. Disse a jornalista: “Num país que ostenta incríveis 26 assassinatos a cada 100 mil habitantes, arquiva mais de 80% de inq

Wyllys se opõe à ‘incentivadora de linchamento’ Sheherazade

Deputado Wyllys acusou jornalista de fazer apologia à violência no SBT O deputado Jean Wyllys (foto) anunciou que a partir de agora vai “enfrentar” a jornalista Raquel Sheherazade (foto), apresentadora do SBT Brasil, por ela ter feito “apologia ao linchamento”, o que, segundo ele, teve boa recepção nas redes sociais. O deputado do PSOL-RJ se referiu ao “elogio” de Sheherazade aos “justiceiros” do Rio, no Aterro do Flamengo, que, ao “se considerarem acima das leis, ataram a um poste, com uma trava de bicicleta [...] um adolescente despido de sua roupa e dignidade”. Em um artigo para CartaCapital, Wyllys escreveu que “Sheherazade não só defendeu abertamente o linchamento do menor como afirmou que as pessoas "de bem" não têm outra resposta para o "estado de violência" que não a "justiça com as próprias mãos". Para o deputado, a jornalista debochou dos pobres e negros e também dos policiais, do Ministério Público, poder judiciário e defensores dos

Jornalistas do SBT têm vergonha de Rachel Sheherazade

Colegas afirmam que opiniões da jornalista estão levando o SBT para extrema direita Os jornalistas da redação do SBT Brasil, o principal jornal da emissora, têm vergonha de serem colegas de Rachel Sheherazade , 40, de acordo com o colunista Miguel Arcanjo Prado, do R7. Ela divide a apresentação do telejornal noturno com o jornalista Joseval Peixoto. Sheherazade tem se destacado por suas opiniões tidas como de extrema direita, a política e a religiosa. Entre outras manifestações, ela acusou os defensores da laicidade de Estado laico de “intolerantes”, defendeu a permanência da frase “Deus seja louvado” nas notas do real, disse que o cristianismo foi a fonte dos valores da cultura ocidental e quem o critica é ingrato, e deu apoio ao direito de expressão do pastor e deputado Marco Felicano (PSC), considerado como racista e homofóbico. Em recente entrevista à Folha de S.Paulo, ela admitiu ter enfrentado dificuldades no SBT, mas, disse, tem resistido graças a sua fé em Deus. Quand

Sheherazade pode processar comentadores ‘maldosos’

Jornalista contratou uma assessoria para rastrear os comentários Rachel Sheherazade (foto), âncora do “SBT Brasil”, contratou uma assessoria de imprensa para rastrear os “comentários maldosos” contra ela, de modo, se for o caso, “dar encaminhamento jurídico para que sejam tomadas medidas cabíveis”. A informação é de Gabriel Lewis, do Portal PS, hospedado no UOL. Não foi divulgado o nome da assessoria. A jornalista, que acaba de renovar contrato com o SBT, escreveu Lewis, “tem sido alvo de muitos comentários por conta das manifestações contrárias ao deputado-pastor Marco Feliciano”. Na edição do dia 20 de março do telejornal, em referência aos protestos contra a permanência de Feliciano na presidência da Comissão dos Direitos Humanos e Minorias, Sheherazade comentou que as “opiniões pessoais” do deputado deveriam ser respeitadas. Ela ressaltou que em uma democracia as decisões “são tomadas através do voto, não do grito nem da intolerância” [ver vídeo abaixo]. Depois, em e

Apoio de âncora a Feliciano constrange jornalistas do SBT

Opiniões da jornalista são rejeitadas pelos seus colegas O apoio velado que a âncora Rachel Sheherazade (foto) manifestou ao pastor-deputado Marco Feliciano (PSC-SP)  deixou jornalistas e funcionários do "SBT Brasil" constrangidos. O clima na redação do telejornal é de “indignação”, segundo a Folha de S.Paulo. Na semana passada, Sheherazade minimizou a importância das afirmações tidas como homofóbicas e racistas de Feliciano, embora ele seja o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, dizendo tratar-se apenas de “opinião pessoal”. A Folha informou que os funcionários do telejornal estariam elaborando um abaixo assinado intitulado “Rachel não nos representa” para ser encaminhado à direção da emissora. Marcelo Parada, diretor de jornalismo do SBT, afirmou não saber nada sobre o abaixo assinado e acrescentou que os âncoras têm liberdade para manifestar sua opinião. Apesar da rejeição de seus colegas, Sheherazade se sente segura no cargo porque ela cont

Fundamentalismo de Feliciano é ‘opinião pessoal’, diz jornalista

Sheherazade não disse quais seriam as 'opiniões não pessoais' do deputado Rachel Sheherazade (foto), apresentadora do telejornal SBT Brasil, destacou na quarta-feira (20) que as afirmações de Marco Feliciano tidas como homofóbicas e racistas são apenas “opiniões pessoais”, o que pareceu ser, da parte da jornalista,  uma tentativa de atenuar o fundamentalismo cristão do pastor e deputado. Ficou subentendido, no comentário, que Feliciano tem também “opiniões não pessoais”, e seriam essas, e não aquelas, que valem quando o deputado preside a Comissão de Direitos Humanos e Minorias, da Câmara. Se assim for, Sheherazade deveria ter citado algumas das opiniões “não pessoais” do pastor-deputado, porque ninguém as conhece e seria interessante saber o que esse “outro” Feliciano pensa, por exemplo, do casamento gay. Em referência às críticas que Feliciano vem recebendo, ela disse que “não se pode confundir o pastor com o parlamentar”. A jornalista deveria mandar esse recado

Bíblia diz que pastor tem de ganhar bem, afirma Malafaia

Malafaia disse  a Gabi  que ama os  gays como  ama os bandidos   Silas Malafaia (foto), da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, afirmou que a “Bíblia diz que pastor deve ganhar muito bem”. Ainda assim, afirmou ao ser entrevistado por Marília Gabriela , faz 25 anos que ele abriu mão do salário da igreja. Falou que seus rendimentos vêm de palestras e da venda de livros e CDS de sua editora, a Central Gospel. O pastor levou a sua declaração do Imposto de Renda ao  programa "De Frente com Gabi", apresentado ontem pelo SBT, para mostrar que seus bens dão o total de R$ 4,5 milhões, em valores atualizados. Afirmou que, por isso, vai processar a revista americana Forbes por ter lhe atribuído uma fortuna de R$ 300 milhões, quantia que o colocaria na terceira posição na lista de pastores mais ricos do Brasil, abaixo apenas de Edir Macedo e Valdemiro Santiago. Malafaia chamou o jornalista que escreveu a reportagem de “safado, sem vergonha, caluniador”, porque, disse, que

Defensores do Estado laico são ‘intolerantes’, diz apresentadora

Para Rachel, liberdade e honestidade são princípios do cristianismo A apresentadora evangélica Rachel Sheherazade (foto), do SBT Brasil, acusou ontem (30) os defensores do Estado laico de “intolerantes” por “voltarem sua ira contra a minúscula citação ['Deus seja louvado'] nas notas do real”. Para ela, os laicistas estão perseguindo o cristianismo, porque querem acabar com o ensino religioso e tirar o crucifixo das repartições públicas. Rachel fez esses comentários após ler a notícia de que a juíza Diana Brunstein, da 7ª Vara da Justiça Federal em São Paulo, tinha negado pedido do MPF (Ministério Público Federal) para a supressão da referência a Deus das cédulas do real. A apresentadora disse que os defensores do Estado laico são ingratos para com o cristianismo, que, segundo ela, é o responsável por princípios como liberdade, honestidade, respeito e justiça. “É no mínimo uma ingratidão à doutrina que inspirou nossa cultura, nossos valores e até mesmo a nossa própri