Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Conselho Federal de Psicologia

Conselho cassa registro de 'psicóloga cristã' por preconceito contra homossexuais

[texto opinativo] O CFP (Conselho Federal de Psicologia) cassou o registro profissional de Patrícia de Souza Teixeira por ela ter manifestado preconceito contra homossexuais em vídeo no qual critica a "ideologia de gênero". A cassação ocorreu no dia 18 de outubro de 2019, e Patrícia foi informada oficialmente da decisão no dia 5 de dezembro. A informação é do site Gospel Prime, que identifica a ex-profissional como "psicóloga cristã". Para o Conselho, não se pode associar a psicologia a uma religião, porque, caso contrário, haverá o risco por parte do profissional de emitir um juízo de valor com base em sua crença, o que é preconceito. No vídeo [ver abaixo], que foi divulgado nas redes sociais em 2015, Patrícia faz um alerta contra a "ideologia de gênero" que, segundo ela, se contrapõe à "família tradicional" ao defender que as crianças devem ser criadas como "neutras", sem definição de sexo. Sem apresentar provas, ela criti

CFP não aceita a ‘psicologia cristã’ de filho de Crivella

O CFP (Conselho Federal de Psicologia) afirmou que não reconhece o curso de “psicologia cristã” que Marcelo Hodge Crivella fez nos Estados Unidos.

CRP critica ‘psicólogo cristão’ na prefeitura do Rio de Janeiro

O CRP (Conselho Regional de Psicologia) do Rio divulgou nota manifestando preocupação com a nomeação para comandar a Casa Civil da prefeitura do Rio de Janeiro de uma pessoa que se intitula “psicólogo cristão”.

Conselho cassa psicóloga por fazer pregação religiosa

Marisa Lobo foi acusada de misturar psicologia com religião O CRP (Conselho Regional de Psicologia) do Paraná cassou o registro de Marisa Lobo (foto) por ela insistir em misturar a psicologia com pregação evangélica, defendendo inclusive a “cura gay”, de acordo com acusações — o que ela nega. Cabe recurso à Justiça contra a cassação. Desde 2012, o CRP pede a Lobo que desvincule a psicologia de religião, deixando de se apresentar na internet como “psicóloga cristã”. Contudo, a resposta dela tem sido de que jamais abrirá mão de sua fé, considerando-se vítima de perseguição religiosa. Desde aquela época, a “psicóloga cristã” tem polemizado com representantes do movimento sexual, reforçando a pregação da Frente Parlamentar Evangélica. Ela é pré-candidata a deputada federal pelo PSC, Partido Social Cristão. Em junho daquele ano, ela disse ser questionável a retirada em 1990 da homossexualidade da CID (Classificação Internacional de Doenças). Antes, em março, declarou que estav

Malafaia defende retrocesso 'quase inquisitório', diz CFP

Nota da entidade lembra que o pastor é graduado em psicologia Nota do CFP (Conselho Federal de Psicologia) repudiou as declarações sobre homossexualidades feitas no domingo por Silas Malafaia no programa de “De Frente com Gabi”, no SBT. O pastor afirmou que “ninguém nasce gay, homossexualismo é um comportamento” e que não acredita que dois homens ou duas mulheres possam dar uma criação normal a uma criança. Para o conselho, “é lamentável que exista um profissional que defenda uma posição de retrocesso que chega a ser quase inquisitório, colocando como vertentes do seu pensamento a exclusão e o preconceito na leitura dos Direitos Humanos”. Ao destacar que Malafaia é graduado em psicologia, o Conselho afirmou que ele transgrediu normas de conduta dos psicólogos, as quais impedem os profissionais de considerarem homossexualidade como “doença, desvio ou perversão”. Isto porque os “diferentes modos de exercício da sexualidade fazem parte das possibilidades da existência humana”. P