Organização doa milhões de dólares para católicos de extrema direta dos EUA

Donors Trust é um 'caixa eletrônico de dinheiro obscuro'


BRIAN FRAGA
National Catholic Reporter

Uma organização que forneceu grandes somas de dinheiro para organizações sem fins lucrativos que espalharam desinformação sobre a eleição presidencial americanas de 2020 e organizou o ataque de 6 de janeiro de 2021 ao prédio do Capitólio dos Estados Unidos também canalizou milhões de dólares em doações anônimas para organizações católicas de direita e grupos oficialmente católicos.

A organização, conhecida como Donors Trust, foi descrita como um “caixa eletrônico de dinheiro obscuro” para a direita política e forneceu financiamento para grupos ligados à supremacia branca e elementos antidemocráticos, como o Daily Beast noticiou em 22 de novembro.

“Este é um dinheiro realmente sombrio e assustador conectado com alguns dos extremistas mais radicalizados da direita. É realmente terrível”, disse Stephen Schneck, um ativista político católico nacional que recentemente se retirou do cargo de diretor-executivo da Rede de Ação Franciscana.

Entre os destinatários dos fundos da Donors Trust estavam paróquias católicas tradicionalistas, dioceses chefiadas por bispos conservadores, organizações pró-vida, escritórios de advocacia de liberdade religiosa, um think tank de livre mercado e grupos acadêmicos em faculdades católicas que defendem o libertarianismo e o originalismo constitucional.

Entre os que receberam fundos estavam a Diocese de Spokane, Washington; a Thomas More Society; o Acton Institute; e o Instituto Bento XVI de Música Sacra e Adoração Divina da Arquidiocese de San Francisco.

Organização tem afinidade
com supremacistas brancos

No total, as organizações sem fins lucrativos afiliadas à Igreja Católica ou que trabalharam em estreita colaboração com funcionários da Igreja na luta contra a legalização do aborto e outras questões jurídicas e políticas receberam pelo menos 10 milhões de dólares da Donors Trust, um fundo assessorado por doadores que em 2020 distribuiu mais de 182 milhões de dólares em doações para organizações como a VDARE Foundation e a New Century Foundation, que o Southern Poverty Law Center e a Anti-Defamation League consideram como grupos de supremacia branca.

“Não estamos falando sobre os moderados aqui. Não estamos falando sobre usuais interesses financeiros conservadores. Estamos falando sobre coisas realmente assustadoras”, disse Schneck ao NCR.

Outros observadores levantaram preocupações sobre as organizações católicas que recebem dinheiro de grupos como a Donors Trust, que nos últimos 20 anos forneceu centenas de milhões de dólares para organizações sem fins lucrativos que fazem lobby contra proteções sindicais, políticas de mitigação das mudanças climáticas, regulamentos econômicos, direitos de voto e políticas migratórias.

“Pessoas com interesses econômicos descobriram que podem usar as antipatias culturais que surgiram do debate sobre o aborto para combater as [medidas de mitigação] da mudanças climáticas, protocolos da covid-19, para fazer todas essas coisas que servem a uma agenda libertária, que é inimiga do Ensino Social Católico”, disse Steven Millies, diretor do Centro Bernardin da União Teológica Católica em Chicago.

Mas outros dizem que o fato de organizações conservadoras filiadas a católicos receberem dinheiro de um grupo que apoia movimentos políticos de extrema direita e causas, de certa forma, reflete situações em que organizações católicas sem fins lucrativos aceitaram financiamento e trabalharam com grupos de esquerda e organizações não governamentais para fornecer serviços de caridade e assistência.

“Parte de viver em um mundo onde as coisas são moralmente complicadas é que, para fazer o bem, é preciso cooperar com pessoas e organizações que estão fazendo algumas coisas das quais você discorda”, disse Melissa Moschella, professora de filosofia da Universidade Católica da América.

Enquanto isso, uma organização católica que recebeu doações financeiras da Donors Trust em 2020 resistiu às sugestões de que o dinheiro politizaria ou influenciaria indevidamente suas operações.

“As doações em questão estão dentro da faixa normal de dízimo de alguns de nossos paroquianos e não se destacariam como incomuns ou influenciariam nossa tomada de decisão”, disse Mitchell Palmquist, porta-voz da Diocese de Spokane.

> Com tradução de Wagner Fernandes de Azevedo para IHU Oline.

Igreja dos EUA gasta US$ 10,6 mi em lobby para não indenizar vítimas de pedófilos 


Vídeos mostram estudantes de escola católica nos EUA zombando de índios