Facebook começa a fazer parcerias para oferecer templo virtual às igrejas

Encontra-se adiantado o plano do Facebook de oferecer às igrejas templos virtuais para celebração de cultos e atividades diversas.

A parceria (em termos sigilosos) que a gigante da rede social firmou com a mega-igreja Hillsong, de Atlanta (EUA), está gerando dados para a formatação de um modelo de templo virtual.

O Facebook confirma que as igrejas contarão com aplicativos para pagamento de dízimo, contribuições financeiras, de orações, realidade aumentada e ferramentas de doutrinação de crianças.

Por conteúdos exclusivos, as igrejas poderão cobrar US$ 10 por fiel. Não se sabe se o Facebook ficaria com um percentual desse dinheiro. A sugestão da big tech de monetizar os cultos não foi aceita pela igreja.

"Organizações religiosas e mídia social são um ajuste natural porque fundamentalmente ambas são sobre conexão", disse Sheryl Sandberg, chefe de operações do Facebook.

A ideia não é acabar com os templos fixos, mas oferecer um púlpito virtual aos fiéis que nem sempre podem participar presencialmente dos cultos.

Ainda assim, o novo serviço do Facebook proporcionará que pastores mantenham sua igreja apenas virtualmente.

Desde 2008 o Facebook tem intenção de se associar às igrejas, e a pandemia mostrou que são boas as viabilidades desse novo negócio.

Desde a eleição de Trump, o Facebook vem perdendo credibilidade porque se tornou veículo de fake news, de mensagens da extrema-direita e dos negacionistas.

> Com informação do New York Times e de outras fontes.

Padre 'pró-vida' faz sermão no Facebook diante de um feto



Secularização substitui religiões pelo deus web, diz cientista


Comentários

  1. Sendo a maioria das pessoas religiosas e em tempos de pandemia, onde houve governantes cerceando a liberdade de culto da população, nada mais natural do que a notícia que o Facebook está fazendo. Fora que já existem páginas e páginas há tempos no Facebook com transmissões de lives de cultos, etc. Marcos 16:15

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo8/05/2021

      Liberdade de culto? quer dizer que liberdade de morrer é permitido agora? então pq não aprovam o aborto?

      Excluir
    2. Prove sua fé (ou outra pessoa), como em Marcos 16:16..18, aí eu e tantos outros aceitaremos Jesus Cristo (só especificar qual deles). Logicamente de forma auditada o teste. Eu sugiro um copinho, dose padrão, com mercúrio. Até para dizer como é beber isso...
      Adoram fazer apologia religiosa e corrupção de menores aos "pensamentos" (DOUTRINAMENTOS, SERVIDÃO) crédulos.

      Excluir
  2. Anônimo8/04/2021

    Bom saber disso. Vou cancelar minha conta nesse lixo.

    ResponderExcluir
  3. Do artigo: "...ferramentas de doutrinação de crianças." Ou seja, o FaceBug corroborando com os déspotas religiosos que abominam pensar e logicamente tem que começar corrompendo menores. Afinal, para o FaceBug, o que interessa é o $$$. E manter as fake-news de outra forma, afinal, sendo nesses casos igrejas cristãs, ja começa com a fake Jesus Cristo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Artista gospel se recusa a cantar em casamento de amigo gay

Veja os 10 trechos mais cruéis da Bíblia

Trechos bíblicos cuja existência crente finge não saber

Carl Sagan escreve sobre um 'pálido ponto azul' nos cosmos, a Terra

Igreja de 221 anos fecha nos EUA por falta de fiéis; avanço da secularização