Pular para o conteúdo principal

TJs não querem vacinação em seus salões, embora 10% dos fiéis tenham Covid-19

Os dirigentes das Testemunhas de Jeová enviaram comunicado as suas 12 mil congregações no Brasil com a recomendação de que não permitam que suas dependências sejam usadas para vacinar a população contra a Covid-19.

“Se alguma autoridade pedir que o Salão do Reino seja usado para local de vacinação, vocês não devem aprovar o uso dele”, afirma o documento Orientações para o Corpo de Anciãos Sobre a Pandemia Covid-19, com a data de 4 de março de 2021.

Também está proibido o uso do salão para funeral ou casamento, mas liberado para comissão judicativa (espécie de tribunal — julga e emite sentença).

Essa aparente falta de solidariedade das Testemunhas de Jeová com a população em geral ocorre em um momento crítico da pandemia, com mais de 2.000 óbitos diários pela Covid-19.

Os próprios seguidores da religião estão entre os mais afetados pela doença. De acordo com o levantamento da igreja, do total de 80.010 de fiéis, 10% deles contraíram o vírus até agora e 1.370 morreram.

Com informação de documento das Testemunhas de Jeová.


Comentários

  1. Tem que fazer que nem a Rússia e lacrar essa seita.

    ResponderExcluir
  2. Matéria totalmente parcial!
    Fake news e desinformada! Lamento que você se ache um jornalista e posta tanto conteúdo parcial!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é desinformada todo salão recebeu a carta procure o ancião da sua congregação

      Excluir
  3. Reveja suas fontes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A informação está correta,uma pena que vc não tem acesso a carta.

      Excluir
    2. Sr. Paulo Lopes bem parcial... Porque o Sr. Pública o meu post que fiz semana passada?

      Excluir

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

Cantora gospel incentiva uso de cloroquina: 'Eu tomei'. E morre de Covid-19

Grã-Bretanha retém 'Arca de Noé' por não ter condições de navegar

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade