Pular para o conteúdo principal

Pelo menos seis mulheres afirmam que foram violentadas pelo Pai Guimarães de Ogum

O Ministério Público de São Paulo denunciou (acusação formal à Justiça) o Pai Guimarães de Ogum de cometer crimes sexuais, incluindo estupros. Uma das seis mulheres que acusam até agora o pai de santo disse que começou a ser assediada quando era menor de idade.

Heraldo Lopes Guimarães, o nome de registro do sacerdote de Umbanda, tem 56 anos.

Seu templo fica em São Paulo, no bairro do Ipiranga, onde, de acordo com o MP, ele abusava das fiéis, em um quartinho chamado de “tronqueira de Exu”.

Pai Guimarães de Ogum negou todas as acusações. Marco Antonio de Castro, seu advogado, afirmou à Folha de S.Paulo, que uma das supostas vítimas é uma ex-companheira do pai de santo e é ela que está articulando as antigas devotas contra o sacerdote.

O que está em jogo é uma disputa patrimonial, afirmou o advogado.

Para manter a identidade acusadoras, o MP as numerou nos autos.

A “Vítima 1”, por exemplo, começou a sofrer abuso um pouco antes de completar 13 anos.

O sacerdote teria dito a então menina que estava incorporado por uma entidade de “esquerda” e a conveceu a fazer sexo oral para “torná-la uma mulher”.  O abuso com penetração teria ocorrido dois anos depois.

A “Vítima 2” disse ter sido molestada em 2014, quando tinha 14 anos.  A “Vítima 3” afirmou ter sido abusada entre 2010 e 2011, após ter contado ao sacerdote que não podia engravidar.  A “Vítima 5” afirmou que teve de engolir sêmen para dar prazer a uma entidade.

Casada, a “Vítima 6” disse que o pai de santo a convenceu a ter relações sexuais com ele para evitar que ela morresse. 

A promotora Celeste Leite dos Santos quer que a Justiça decrete a prisão preventiva de Guimarães.  

“A gente entende que ele vai continuar essa conduta criminosa, porque  não parou de exercer as atividades religiosas”, disse.

Pai Guimarães de Ogum
é presidente Associação
Brasileira dos Religiosos de
Umbanda, Candomblé e Jurema

Com informação da Folha e de outras fontes e foto de divulgação.

Já existem 506 relatos de mulheres que acusam João de Deus de abuso

Guias turísticos diziam que ejaculações de João de Deus curavam mais que operação espiritual

Eu, Zahira Lieneke, 34, sofri abuso de João de Deus

Em vídeo, Drauzio Varella critica João de Deus: 'Milagres não existem'

Comentários

Emerson Santos disse…
Foi O Exu ... Não culpem o cara ... Ele apenas era um instrumento da entidade... Afinal essas dondocas vão lá pra que ? Pra tomar chá e comer biscoito ?

Posts + acessados hoje

Pastor de Manaus é acusado de ejacular ‘esperma de Deus’ em obreiras

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Líder religiosa pagava quem trabalhava em sua empresa com promessas de salvação divina