Pular para o conteúdo principal

Maioria dos brasileiros acha que após a pandemia haverá valorização da ciência

Do total de brasileiros, 58% acreditam que após a pandemia do coronavírus a ciência será valorizada no país. Essa tendência foi detectada por uma pesquisa do Ibope.

Os brasileiros que se consideram de esquerda apresentaram maior expectativa, 66%, seguidos por aqueles que se colocam no centro, 64%, e pelos que se assumem de direita, 57%.

Embora a sociedade brasileira esteja extremamente polarizada ideologicamente, as oscilações da expectativa não são significativas. Há quase um consenso.

A bióloga Natália Pasternak, presidente do Instituto Questão de Ciência, afirma que os brasileiros precisam entender como funciona o método científico, para que de fato ocorra a esperada valorização da ciência. 

“As pessoas precisam entender o que é ciência e o que não é. Qual é a ciência que investiga a vacina e a que defende a cloroquina”, afirma.

“O risco é que ciência venha ser usurpada por movimentos anticientíficos e pseudocientíficos que se fingem de ciência. Vão usurpar para dizer: ‘Eu sou ciência. Acredite em mim’. Se não houver esse letramento, vai ter um risco de não haver essa distinção.”

Se depender do governo de extrema-direita de Bolsonaro, a ciência não terá prioridade.

Para 2021, a proposta do governo é reduzir a verba do Ministério da Ciência de R$ 11,8 bilhões para R$ 8 bilhões.




Estudo comprova que poder de cura da homeopatia é nulo

Grã-Bretanha bane homeopatia do serviço público de saúde

Nos EUA, CFI processa Walmart por expor homeopatia perto de remédios verdadeiros

Faculdade de medicina da França acaba com curso de homeopatia

Comentários

Anônimo disse…
Em governos evangélicos como o nosso a ciência é tratada como inimiga e não como aliada.
Emerson Santos disse…
Apenas débeis mentais podem acreditar q isso aconteça

Posts + acessados hoje

Vídeo mostra que filho de Testemunhas de Jeová já discrimina colega da escola

Justiça de Angola determina o fechamento de todos os templos da Igreja Universal

Maitê recupera pensão de solteira apesar de união com empresário