Pular para o conteúdo principal

Padre recomenda suplemento milagroso para curar pessoas com Covid-19

Uma igreja católica da cidade de São Paulo

diz que cura a Covid-19 em dois dias e outras doenças com um composto milagroso, o MMS, que é a sigla em inglês de Miracle Mineral Supplement.

Trata-se de dióxido de cloro, que é usado em produtos de limpeza. Ingerido, faz mal à saúde.

A igreja é a São Francisco de Assis, que fica na periferia de São Paulo, no bairro Ermelino Matarazzo, Zona Leste. O seu responsável é Antônio Luiz Marchioni, o padre Ticão.

Ele é defensor de tratamentos alternativos, incluindo substâncias à base de cannabis, e acredita que a indústria farmacêutica se opõe à erradicação de doenças para continuar faturando com os remédios.

"A maconha é uma santa erva", diz ele em um vídeo, referindo-se a tratamentos de crianças autistas.

Por ter dado curso sobre a cannabis medicinal e autorizado na igreja palestras de católicos progressistas, como as representantes da ong Católicas pelo Direito de Decidir, padre Ticão é atacado por conservadores, que pedem sua expulsão da igreja, e já foi ameaçado de morte.  

Carismático, ele tem prestígio na comunidade por seu trabalho social.  

Artur Rodrigues, da Folha de S.Paulo, informa que o padre Ticão tem falado, às vezes sem máscara, aos 
fiéis sobre o MMS no combate ao novo coronavírus.

“Há mais de quatro anos que trabalhamos com MMS, dióxido de cloro, e posso lhe apresentar cem pessoas que tomaram e venceram o vírus”, disse o padre.

“Se o mundo usasse o dióxido de cloro, já teria resolvido o problema [da Covid-19].”

A infectologista Raquel Stucchi, da Unicamp, alertou: “Não há milagre. Quem passa a informação de benefício do dióxido de cloro engana outros que querem crer que haja tratamento milagroso”.

Padre Ticão
acredita no
poder de cura
do dióxido de cloro

Com informação da Folha e de outras fontes e foto de divulgação .




Saiba como identificar argumentações de divulgadores de pseudociência

Brasil não se pode dar ao luxo de contrapor a ciência com pseudociência

Adeptos de pseudociências danificam sua racionalidade

‘Medicina alternativa’ coloca o SUS contra a ciência, dizem estudiosas

Comentários

Emerson Santos disse…
Normalmente religiosos não são muito adeptos de uma coisa chamada ciência.

Posts + acessados hoje

Antes de dizer em live 'aceitem a paz do Senhor', pastor xinga sua mulher

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Ateus tentam impedir gasto de R$ 80 mi em centro evangélico disfarçado de museu