Pular para o conteúdo principal

OAB vai à Justiça contra professora que chamou relacionamento gay de ‘aberração’

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), seccional da Paraíba, deu entrada a uma ação contra a professora de biologia Lourdes Rumanelly, acusando-a de homofobia.

No começo do mês, em uma live, ela afirmou que o relacionamento sexual entre pessoas do mesmo sexo é “pecado”, “crime”, “aberração”, “doença”, “perversão” e “imoralidade”.

A Defensoria Pública do Estado da Paraíba (DPE-PB) e a Aliança Nacional LGBTI+ também reagiram e protocolaram no Ministério Público da Paraíba uma representação criminal por homotransfobia contra a professora.


Professora em duas escolas particulares em João Pessoa, Rumanelly transmitiu a live em seu canal no Instagram The mind”, cuja finalidade é “pregar a seus alunos/as/es os estudos da Biologia, atrelados a preceitos dogmáticos religiosos pessoais da mesma”.

Criticada na internet, a professora se negou a dar entrevista a jornalistas, mas em nota na internet disse que não quis ofender ninguém, só mostrar o que é errado e certo de acordo com a Bíblia.

De acordo com trecho da live que circula na rede social [ver abaixo], a professora de biologia, entre outras coisas, disse:

“Homossexualidade, ‘transgenialidade’ e práticas sexuais não reprodutivas, porque não vai gerar filhos, então acabou-se a espécie humana, até para os evolucionistas isso é uma agressão. né?”.

“[…] sejam vistas como desvio, […] aberração, mas a Bíblia vê como aberração mesmo, doença, perversão, é perversão mesmo, a Bíblia vai definir, imoralidade e pecado”.

“[…] mas não é só Deus que tá dizendo, é a genética também que tá dizendo, é a biologia que também está dizendo”.



Com informação do Portal Correio e de outras fontes.


'Sofri injúrias e agressões físicas de um pastor homofóbico'

Cardeal diz que homofobia é invenção gays que visam o 'domínio totalitário'

Padre gay expulso do Vaticano ataca a homofobia da Igreja

Diocese de Assis suspende padre que abençoou união de homossexuais




Comentários

Emerson Santos disse…
Senado, câmara , judiciário .. com monte de gente que não trabalha de verdade (ou trabalha soltando bandido) ganhando 40 a 80 mil , num pais cujo salario minimo não dá pra sobreviver , essa gente não fala que é "aberração","perversão" ... mas falar mal a respeito do que o sujeito faz dentro do quarto dele com quem ele quiser ... Pra isso fazem "lives" e o escambau ...
a oab neste caso acertou
Psiquê disse…
Melhor se existissem somente Deuses em vez de a espécie humana.