Cardeal diz que homofobia é invenção gays que visam o 'domínio totalitário'


Müller acha que
 o movimento gay
quer sequestrar a
 mente das pessoas

por Walter Sánchez Silva
para  ACI Prensa,

O ex-prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, o cardeal Gerhard Ludwig Müller (foto), afirmou que a homofobia não existe e que se trata de uma invenção do lobby gay para o “domínio totalitário” sobre a mente dos outros.

Foi o que afirmou o cardeal alemão em uma entrevista concedida a Costanza Miriano, escritora católica italiana  no contexto do recente Dia Internacional contra a Homofobia, celebrado em 17 de maio.

"O movimento homossexual carece de argumentos científicos e, por isso, construiu uma ideologia que quer dominar, buscando construir sua realidade. É o esquema marxista, segundo o qual não é a realidade que constrói o pensamento, mas o pensamento que constrói a realidade”, disse o cardeal.


“Quem não aceita essa realidade deve ser considerado doente. Como se, entre outras coisas, se pudesse agir contra a doença com a polícia ou os tribunais”.

O cardeal recordou que antes, “na União Soviética, os cristãos eram trancados no manicômio”, uma medida de “regimes totalitários como o nacional-socialismo e o comunismo. Hoje, na Coreia do Norte, acontece o mesmo com aqueles que não aceitam o pensamento dominante”.

Afirmou que “hoje alguns bispos não têm a coragem de dizer a verdade e se deixam intimidar: não entendem que a homofobia é um engano que serve para ameaçar as pessoas”.

“Nós, cristãos, não devemos ter medo das ameaças: nos primeiros séculos, os seguidores de Cristo eram aprisionados ou dilacerados por feras. Hoje, as pessoas são dilaceradas pelo psicoterrorismo, aproveitando sua ignorância”, afirmou.

O cardeal disse que “de um bispo, de um padre, podemos esperar que não seja capaz de recuar diante dessas ideologias. Nós somos daqueles que buscam, com a graça de Deus, amar todas as pessoas, inclusive aquelas que experimentam atração pelo mesmo sexo; mas deixando claro que amar não é obedecer à propaganda de gênero”.



Igreja Católica usa linguagem 'vil' para se referir aos gays, diz ativista

Vaticano fica com a maior parte de ajuda de fiéis para pobres




Oregon demite diretor de escola que castigava gays com leitura da Bíblia

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Postagens mais visitadas

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Artista gospel se recusa a cantar em casamento de amigo gay

Veja os 10 trechos mais cruéis da Bíblia

Trechos bíblicos cuja existência crente finge não saber

Carl Sagan escreve sobre um 'pálido ponto azul' nos cosmos, a Terra

Historiadora diz que Moisés não existiu. E sofre ameaças de morte