Pular para o conteúdo principal

Pesquisadores encontram no fundo do mar micróbios vivos de 101,5 milhões de anos

Pesquisadores da Agência Japonesa de Ciência e Tecnologia da Terra-Mar descobriram no fundo do mar micróbios vivos de 101,5 milhões de ano. Eles permaneceram ali por esse tempo aparentemente sem se  multiplicarem.

Até então, o recorde observado de longevidade de micróbios era de 15 milhões de anos.

A equipe do geomicrobiologista Yuki Morono fez a descoberta a 5.700 metros abaixo do nível do mar no Pacífico Sul, em local onde se cruzam correntes oceânicas com o mais baixo nível de nutrientes necessários para a sobrevivência.


Nas amostras de argila colhidas pelos pesquisadores havia pouquíssimo oxigênio e material orgânico para alimentar os micróbios.

A ecologista microbiana Virginia Edgcomb, do Instituto Oceanográfico de Woods Hole (EUA), que não participou da pesquisa, comentou que a descoberta prova que “a vida microbiana é muito persistente e geralmente encontra uma maneira de sobreviver”, embora para isso seja vital a existência de oxigênio.

O microbiologista de ambiente marinho Bo Barker Jørgensen, da Universidade de Aarhus (Dinamarca), afirmou que “pouca comida e energia parecem não definir o limite máximo da vida na Terra”.

Os micróbios das amostras começaram a se multiplicar quando Morono os alimentou no laboratório.

Após 65 dias, eles apresentaram aumento em quatro ordens de magnitude para mais de 1 milhão de células por centímetro cúbico.

De acordo com análise genética, os micróbios pertencem a oito grupos encontrados em água salgada, onde atuam na decomposição de matéria orgânica. 

Micróbios encontrados
nas amostras de argila


Com informação do site Science.




DNA de ossos de 90 mil anos revela descendente de duas espécies de hominídeos

Livro de Darwin mostra que todos os seres vivos são de uma única família

Biólogo americano explica em vídeo por que todos somos peixes

Somos as últimas gerações de Homo Sapiens; vem aí o cyborg, afirma Harari




Comentários

Posts + acessados hoje

Pregação criacionista abre evento científico da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

Robinho e Neymar se negam a ver crianças de lar espírita

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade