Pular para o conteúdo principal

Taxa de católicos na Espanha cai de 66% para 61% em apenas dois meses

A taxa de espanhóis que se declaram católicos caiu de 66,8% da população em abril de 2020 para 61,6% em junho. Houve, portanto, queda de cinco pontos percentuais em apenas dois meses.

Trata-se do mais baixo nível desde que o CIS (Centro de Investigação Sociológica) iniciou em 1978 essa série de pesquisa. Na época, os católicos representavam 90,5% da população.

Como a pesquisa foi feita durante a pandemia do coronavírus, é possível que isso tenha a ver com a significativa queda. 


Ainda assim, com o avanço da secularização na Espanha, os católicos deixarão de ser a maioria nos próximos dois anos, se muito.

Na faixa etária dos mais jovens, de 18 a 34 anos, a taxa de ateus, agnósticos, não crentes e indiferentes à religião já supera a de católicos.

Os católicos são majoritários somente entre as pessoas com 65 anos ou mais, com 80,4%. Nessa faixa etária, ateus, agnósticos e indiferentes representam 15%.

Templos estão sendo fechados ou vendidos por falta de fiéis. Alguns são abandonados.  Somente em 2019, a Igreja fechou 32 mosteiros.

A Igreja Católica — como outras religiões — está em declínio na maioria dos países europeus, mas na Espanha há um revés da história, pois foi ali que a Santa Inquisição se mostrou mais cruel.




Justiça espanhola manda escola tirar crucifixo das salas de aula

Catalunha tem 16% de ateus e 11,9% de agnósticos

Ateus e agnósticos da Espanha superam católicos praticantes

Governo da Espanha quer funeral laico para personalidades de Estado




Comentários

Jerry disse…
País desenvolvido é outra coisa. Parabéns aos espanhóis!

Posts + acessados hoje

Pregação criacionista abre evento científico da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

Robinho e Neymar se negam a ver crianças de lar espírita

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade