Pular para o conteúdo principal

Com Bíblia e faca, homem invade Globo, faz repórter de refém e pede para ver Renata

Com uma Bíblia e uma faca, um homem invadiu a sede da Rede Globo, no Rio, gritando “Globolixo” que queria ver apresentadora do Jornal Nacional, Renata Vasconcellos, que faz aniversário hoje (10).

Ele causou pânico entre os funcionários porque fez a repórter Marina Araújo como refém. Agarrou-a por trás, com a faca no pescoço dela, beijando a sua cabeça.


De acordo com funcionários, o homem soltou a repórter quando Renata apareceu, e ele foi imobilizado e preso por PMs.

Antes, Ali Kamel, diretor de Jornalismo Rede Globo, tentou convencer o homem a soltar a repórter.

O homem não teve dificuldade para entrar a emissora, bastando apenas pular as catracas da entrada.

A PM não divulgou o nome do homem. Não se sabe por que estava com uma Bíblia e especula-se que sofra de pertubações mentais.

Em nota, a TV Globo repudiou a ação, classificada como "obra de alguém com distúrbios mentais, sem nenhuma conotação política".

"Marina se comportou com coragem, serenidade e firmeza, sendo fundamental para o desfecho da situação. Renata foi corajosa, desprendida, solidária e absolutamente imprescindível para que tudo acabasse bem", diz o texto.

Íntegra da nota

Na tarde desta quarta-feira, um homem invadiu a sede da TV Globo, no Jardim Botânico, portando uma faca. Ele fez a repórter Marina Araújo refém. A segurança da Globo rapidamente agiu, isolou o local e chamou a PM. O comandante do 23° batalhão da corporação, coronel Heitor Henrique Pereira, compareceu à emissora e conduziu a negociação. O homem, que ameaçava a jornalista, liberou a repórter após alguns minutos. Marina e todos os funcionários que estavam no local não se feriram e passam bem. A Globo repudia com veemência todo tipo de violência. Foi obra de alguém com distúrbios mentais, sem nenhuma conotação política. Um homem que exigia ver a jornalista Renata Vasconcellos. Seguindo instruções do comandante Heitor, Renata compareceu ao local onde estava Marina e o invasor. Tão logo ele a viu, largou a faca e libertou Marina. Foi preso imediatamente. A TV Globo agradece à PM, ao coronel Heitor e a todos os policiais, cuja condução foi exemplar. Marina se comportou com coragem, serenidade e firmeza, sendo fundamental para o desfecho da situação. Renata foi corajosa, desprendida, solidária e absolutamente imprescindível para que tudo acabasse bem. As duas profissionais estão bem. E foram recebidas pelos colegas com carinho e emoção.

 

Com informação do site Metrópole e de outras fontes.



Em país sério, Malafaia já estaria na cadeia, diz pastor Caio Fábio

Malafaia atribui união gay ao modelo ateísta de sociedade

Malafaia diz que desenho da Disney com beijo gay é safadeza

Mesmo vendendo Bíblia a evangélicos empresa de Malafaia tem prejuízo




Comentários

Heavyman disse…
Bolsominions se comportando como terroristas. Chegamos a esse ponto .
Leandro Bueno disse…
Ao que parece, o cara tinha transtornos mentais. Hoje é aniversário da apresentadora do Jornal Nacional e o cara queria conversar com a repórter.Ao tomar conhecimento do episódio, Renata Vasconcellos se dirigiu até o local. Tão logo a jornalista chegou, o suspeito soltou a faca. A polícia prendeu o homem, descrito pelos presentes como “psicopata”. A situação foi controlada.
Heavyman disse…
Isso mesmo, os Bolsonaristas tem transtornos mentais. Vc tb deve ser um deles.

Posts + acessados hoje

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

MP apura origem de R$ 5,9 bi da Universal em suposto esquema de corrupção de Crivella

Ateus tentam impedir gasto de R$ 80 mi em centro evangélico disfarçado de museu