Pular para o conteúdo principal

Britânicos não religiosos são menos propensos a contrair Covid-19, mostra pesquisa

A contaminação do coronavírus pelos britânicos não afiliados a nenhuma religião é a menor em relação aos grupos de religiões institucionalizadas.

Relatório do Escritório de Estatísticas Nacionais revela que muçulmanos e judeus têm até 2,5 vezes mais chances de morrer de Covid-19 em relação aos não religiosos.

Em seguida, vêm os hindus, sikhs e cristãos.


Um conjunto de fatores explica essa diferença de contaminação do vírus. 

Ressalta-se o aspecto cultural porque religiosos, como os muçulmanos e judeus, tendem a ter mais atividades em grupo. Os sem religião, evidentemente, não se reúnem em templos para orar.

Além disso, de acordo com outras pesquisas, pessoas mais afastadas das religiões tendem a levar mais a sério as orientações da ciência.

O relatório teve como base as mortes confirmadas ou suspeitas por coronavírus registradas de 15 de maio a 29 do mesmo mês na Inglaterra e País de Gales.

Outra revelação é que os homens negros estão morrendo três vezes mais que os brancos.

Homens e mulheres sem
religião apresentam as menores
 taxas de mortalidade 


Com informação do The Times e de outras fontes.






Defensor de templos abertos, deputado Pastor Silas Câmara pega coronavírus

Assessor de saúde pública de Trump diz que 'Deus sempre tem um plano'

Com sintomas de paranoia, alemã que nega haver pandemia foi internada em clínica psiquiátrica

Pastor americano diz que Deus enviou o coronavírus para 'eliminar' pecadores





Comentários