Pular para o conteúdo principal

49% dos americanos não estão totalmente confiantes que Deus existe, diz pesquisa

Edelberto Behs   A maioria dos estadunidenses (56% dos entrevistados) acredita que “Satanás não é apenas um símbolo do mal, mas é um verdadeiro ser espiritual e influencia a vida humana”. Apenas 51% desse universo têm a mesma percepção de Deus e 49% não estão totalmente confiantes de que Ele existe; 52% afirmam, no entanto, que “o Espírito Santo não é uma entidade viva, mas é um símbolo do poder, presença ou pureza de Deus”.

A pesquisa, denominada American Worldview Inventory 2020 (AWVI) , é do Instituto Barna Group e foi realizada antes da pandemia do coronavírus.

Metade dos americanos, ao tomar uma cédula de dólar em mãos, não dá mais crédito ao que ela traz impresso: In God we trust (em Deus confiamos). Apenas 51% dos cristãos do país acredita numa visão bíblica de Deus; há 30 anos, esse índice era de 73%.

As pessoas que acreditam que “um poder superior pode existir, mas ninguém realmente sabe ao certo” passou de 1%, há três décadas, para 20% na atualidade.

O mais surpreendente é que as maiores quedas da perspectiva bíblica da natureza de Deus foram verificadas entre pessoas que frequentam igrejas pentecostais ou carismáticas (queda de 27 pontos percentuais comparados há 30 anos), entre jovens dos 18 aos 29 anos (queda de 26 pontos), idosos (pessoas nascidas antes de 1946, queda de 25 pontos) e mulheres (queda de 25 pontos).


Os dados acenderam luzes vermelhas na seara pentecostal e carismática. O pastor e escritor Michael Brown indagou, em análise para o Charisma News, por que isso aconteceu.

O resultado é “desconcertante”, escreveu. Se as pesquisas de Barna forem precisas, “meu palpite educado seria o seguinte: estamos colhendo o fruto da pregação de um evangelho de auto-aperfeiçoamento centrado na pessoa, que não é o Evangelho”.

Ele não tem certeza de todas as causas que levaram a esse declínio na confiança em Deus justamente na grei pentecostal e carismática. “Mas o que não se pode negar é o nosso fracasso, principalmente em alguns maiores e mais visíveis ministérios”, como pregar uma mensagem clara do Evangelho que convence do pecado e aponta para a cruz, pedir arrependimento, e ensinar sobre a natureza de Deus e a centralidade de Jesus, “justamente com os ensinamento sobre o ministério do Espírito, que costumamos fazer muito bem”. 

REALIZADA EM JANEIRO
DE 2020, PESQUISA FOI
FEITA COM 2 MIL ADULTOS


A autocrítica de Brown vai mais longe: “Antigamente pregávamos que os pecadores eram miseráveis e que a graça era incrível. Hoje dizemos aos pecadores que eles são incríveis, fazendo da graça uma reflexão desnecessária; antigamente pregávamos o Evangelho da salvação. Hoje pregamos um evangelho de auto-aperfeiçoamento; antigamente pregávamos a morte para a carne, a morte para si e a morte para o pecado, apontando para uma nova vida em Jesus. Hoje pregamos que Jesus veio para que o crente pudesse realizar seus sonhos, que Ele veio para torná-lo maior e melhor. Costumávamos pregar o evangelho da abnegação. Hoje pregamos o evangelho da autorealização”.

A seara pentecostal e carismática, argumentou Brown, tem cultivado “muitas práticas e doutrinas aberrantes e fizemos um trabalho muito ruim de autocrítica”.

Jornalista e professor na Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Edelberto Behs escreveu esse texto para o site católico IHU Online.



Igrejas estão sumindo do interior da Holanda

Suíça não sabe o que fazer com centenas de igrejas vazias

No Canadá, Igreja Católica fecha um templo por semana, e empresas compram o espaço

Igreja Católica fecha 40 igrejas em Nova Iorque por falta de fiéis




Comentários

  1. Coronavírus ajudando a revelar a FRAUDE, ERRO, IGNORÂNCIA, BURRICE, ENGANAÇÃO, CRETINICE, IMBECIBILIDADE, ILUSÃO, JOGOS PELO PODER... ... da fé, Deus, espiritos, religiões, deuses, igrejas e afins!
    Eu sem papas (HeHe... ri hélios!) na língua, é porrada mesmo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc esta errado ... dels existe ... esta do lado de uma duna no deserto do Saara ...

      Excluir

Postar um comentário

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Romualdo Panceiro cria a Igreja das Nações para concorrer com a Universal

Pastor diz que máscara é ‘frescurite’; fiel idosa e marido morrem de Covid-19

Maitê recupera pensão de solteira apesar de união com empresário







EDITOR DESTE SITE
Paulo Lopes é jornalista.Trabalhou
no jornal abolicionista Diario Popular,
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e outras publicações.

Contato