Pular para o conteúdo principal

Vereador contrário ao isolamento social perde pai e muda de opinião

No dia 27 de março, o vereador Sargento Silvano (PSD), de Belém (Pará), escreveu post no Twitter criticando o isolamento social.

Fez uma aposta: “[Em] 30 dias todos verão que o presidente Bolsonaro tinha razão (abertura imediata do comércio”.


Antes desse prazo, o vereador mudou de opinião, passando a defender o isolamento como medida de prevenção à Covid-19.

“O presidente mentiu para o povo”, escreveu ele no dia 20 de abril. 

O vereador descobriu a verdade de maneira trágica: com 65 anos, seu pai morreu por causa do coronavírus e pelo menos dez pessoas de sua família ficaram doentes, incluindo ele próprio e sua mulher.
VEREADOR TEVE DE
PERDER O PAI PARA
SE SENSIBILIZAR

Com informação do G1.





Defensor de templos abertos, deputado Pastor Silas Câmara pega coronavírus

Assessor de saúde pública de Trump diz que 'Deus sempre tem um plano'

Com sintomas de paranoia, alemã que nega haver pandemia foi internada em clínica psiquiátrica

Pastor americano diz que Deus enviou o coronavírus para 'eliminar' pecadores

Comentários

Emerson Santos disse…
Para ver como esse vereador estava mesmo preparado pro cargo ... formado na macacolandia com especialidade na babania ...
Anônimo disse…
Que triste, porém é de se pensar o pouco preparo dos vereadores, poucos entendem alguma coisa de biologia. Na minha cidade tem vereador que é analfabeto funcional, penso que esse cargo tinha que acabar.

Posts + acessados hoje

Desmascarador de curandeiros e paranormais, James Randi morre aos 92 anos

Robinho e Neymar se negam a ver crianças de lar espírita

Fortalecida pelo bolsonarismo, associação de juristas evangélicos ameaça o Estado laico