Pular para o conteúdo principal

Maioria dos crentes dos Estados Unidos acha que coronavírus é mensagem de Deus

Do total dos crentes norte-americanos, independentemente de serem ou não afiliados a uma religião, 63% acreditam que o coronavírus é uma mensagem de Deus no sentido de que a humanidade tem de mudar como vive. 

É o que apurou uma pesquisa feita pela Universidade de Chicago Divinity School e a Associated Press-NORC Center for Public Affairs Research, que de 30 de abril a 4 de maio entrevistaram por telefone 1.200 adultos.

Os evangélicos se revelaram mais propensos a acharem que o novo coronavírus é um mensageiro divino, seguidos pelos católicos e protestantes.


Até agora, mais de 87 mil americanos morreram da doença causada pelo vírus, a Covid-19. O impacto tem sido maior na população de menor renda.

Outras apurações da pesquisa:

- Do total dos entrevistados, 2% afirmaram que a pandemia fortaleceu sua fé em Deus e 1% disse que diminuiu.

- Mais da metade acha que terá a proteção de Deus caso contraia o vírus.

- 9% acham que a pandemia significa que Deus abandonou a humanidade.

- Negros se mostraram mais propensos a acharem que o coronavírus é uma mensagem dívida em relação a pessoas de outras origens raciais.

UM DOS PESQUISADOS
DISSE CRER QUE 'DEUS TEM
UM PLANO PARA NÓS
'




Em país sério, Malafaia já estaria na cadeia, diz pastor Caio Fábio

Malafaia atribui união gay ao modelo ateísta de sociedade

Malafaia diz que desenho da Disney com beijo gay é safadeza

Mesmo vendendo Bíblia a evangélicos empresa de Malafaia tem prejuízo




Comentários