Pular para o conteúdo principal

Senado aprova projeto de lei que estende auxílio de R$ 600 a pastores e teólogos

O Senado aprovou hoje (1º) projeto de lei que acrescenta categorias profissionais à lista de pessoas elegíveis a receber o auxílio de R$ 600 por três meses em decorrência da crise econômica causada pelo coronavírus.

Entre as dezenas de categorias constam “os ministros de culto, missionários e profissionais assemelhados”. 

E quem seriam os “profissionais assemelhados”? Padres? Pais de santo? 

NÃO SE SABE DOS CRITÉRIOS USADOS PARA INCLUIR OS SACERDOTES NA LISTA DO AUXÍLIO

Esse projeto do Senado é complementar ao aprovado pelo Congresso na segunda-feira (30) – sancionado por Bolsonaro um dia depois - que instituiu a ajuda aos trabalhadores autônomos e informais.

Aprovado por unanimidade, o projeto de lei complementar do Senado vai ser submetido à Câmara dos Deputados e, se aprovado, dependerá de decisão do presidente.

Segue a lista das categorias profissionais do projeto de lei.

- Pescadores profissionais artesanais e os aquicultores, os agricultores familiares registrados no Cadastro Nacional da Agricultura Familiar (CAF);

- os técnicos agrícolas;

- os cooperados ou associados em cooperativa ou associação de catadores e catadoras de materiais recicláveis;

- os taxistas e os mototaxistas; os motoristas de aplicativo; os motoristas de transporte escolar; os caminhoneiros; os entregadores de aplicativo;
- as diaristas;

- os agentes de turismo e os guias de turismo;



- os trabalhadores das artes e da cultura, entre eles, os autores e artistas, de qualquer área, setor ou linguagem artística, incluindo intérpretes e executantes, e os técnicos em espetáculos de diversões;

- os mineiros; os garimpeiros, definidos como aqueles que, individualmente ou em forma associativa, atuem diretamente no processo da extração de substâncias minerais garimpáveis;

- os ministros de culto, missionários, teólogos e profissionais assemelhados;

- os profissionais autônomos da educação física; os trabalhadores do esporte, entre eles, atletas, para-atletas, técnicos, preparadores físicos, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos, árbitros e auxiliares de arbitragem, de qualquer modalidade, incluindo aqueles trabalhadores envolvidos na realização das competições;

- os feirantes, os barraqueiros de praia; os ambulantes, os feirantes, os camelôs, as baianas de acarajé, os garçons, os marisqueiros, os catadores de caranguejos;

- as manicures e pedicures;

- os sócios de pessoas jurídicas inativas, dispensada a apresentação da Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (DEFIS).





Nos EUA, pastor diz que Covid-19 é vingança de Deus contra casamento gay

Bolsonaro diz que brasileiro tem de se cuidar e não esperar ação governamental

Vídeo: guru de Bolsonaro, Olavo de Carvalho diz que ninguém morreu de coronavírus

Cidade de Nova York improvisa necrotério fora de hospital

Psicóloga diz como é possível manter o equilíbrio emocional em tempo de pandemia

13 teorias da conspiração sobre o coronavírus. Ou: a bolsa ou a vida?

Paciente curada do coronavírus afirma ter aprendido a falta que faz um abraço




Comentários

  1. Assistente Científico2 de abril de 2020 08:56

    E com esta ajuda, os pastores dizem graças a Deus, glória a Deus.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

Dona Religião é casada com sr. Atraso e têm vários filhos

Bolsonaro fica irritado com aprovação da CoronaVac que vai salvar vidas

Aprovação da CoronaVac significa duro golpe no bolsonarismo

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Bolsonaro compra a novela 'Os dez mandamentos' da Record para a TV Brasil