Justiça do Rio determina que Silas Malafaia mantenha templos fechados

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio concedeu liminar ao Ministério Público determinando que o pastor Silas Malafaia não pode celebrar cultos presenciais até que termine o isolamento social causada pelo Covid-19.


Em estado de calamidade pública, o Rio será submetido nas próximas semanas a um aceleramento no contágio do novo coronavírus.

O desembargador Agostinho Teixeira, da 13ª Câmara Cível do TJ, determinou que Malafaia, caso desrespeita a decisão, terá de pagar multa de R$ 10 mil por culto celebrado.

PASTOR ESTÁ MAIS PREOCUPADO
COM RECEBER O DÍZIMO QUE
EVITAR DISSEMINAÇÃO DO COVID-19


Com informações de "O Globo".








Coronavírus faz igreja dos EUA de cura pela fé a cancelar visitas a hospitais

Justiça manda Santuário de Aparecida cancelar eventos por causa do Covid-19

Coronavírus faz Centro Adventista cancelar palestra com criacionista

Pastor americano diz que Deus enviou o coronavírus para 'eliminar' pecadores





Comentários

Postagens mais visitadas

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Nobel 2019 de Física afirma que 'não há lugar para Deus no universo'

Com fechamento de 400 templos em uma década, Igreja da Inglaterra ruma para o fim

Robinho: de jogador promissor a evangélico fanático e a estuprador

Igreja de 221 anos fecha nos EUA por falta de fiéis; avanço da secularização