Pular para o conteúdo principal

Membro da força-tarefa de Trump diz que até 200.000 americanos podem morrer

Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos EUA e membro da força-tarefa montada pelo presidente americano Donald Trump para lidar com a pandemia, afirmou neste domingo (29) que entre 100.000 e 200.000 pessoas podem morrer nos Estados Unidos vítimas da Covid-19.

ÁPICE DA CONTAMINAÇÃO
NOS EUA ESTÁ PREVISTO 
PARA DAQUI A DUAS SEMANAS

"Em função do que vemos hoje, diria que entre 100.000 e 200.000", afirmou o doutor Fauci ao canal CNN sobre o possível número de mortes. Ele também citou "milhões de possíveis casos".

Cauteloso, o diretor do Instituto Nacional de Doenças Infecciosas recordou, no entanto, que os modelos sempre são baseados em diferentes hipóteses.

"Apresentam o pior e o melhor cenário. E geralmente a realidade fica em algum ponto intermediário", explicou.


"Entre as doenças com as quais já trabalhei, nunca vi um modelo em que aconteça o pior dos casos. Sempre são superestimadas", completou.

Fauci também disse que só apoiaria o afrouxamento das medidas de distanciamento social em áreas menos atingidas se mais testes forem aplicados para monitorar esses locais.

De acordo com a Universidade Johns Hopkins, cujo balanço é usado como referência, até o momento os Estados Unidos registram mais de 125.000 casos positivos do novo coronavírus, o maior número no mundo em apenas um país.

O número de mortes, 2.191, quase dobrou desde quarta-feira.

De acordo com as projeções da Faculdade de Medicina da Universidade de Washington, o pico da epidemia acontecerá em meados de abril nos Estados Unidos, com um número de mortes que pode se aproximar de 80.000 a partir de junho, seguindo a trajetória.




Poli desenvolve ventilador com menor custo para socorrer vítimas do Covid-19

Nos EUA, pastor diz que Covid-19 é vingança de Deus contra casamento gay

Bolsonaro diz que brasileiro tem de se cuidar e não esperar ação governamental

Vídeo: guru de Bolsonaro, Olavo de Carvalho diz que ninguém morreu de coronavírus

Cidade de Nova York improvisa necrotério fora de hospital

Psicóloga diz como é possível manter o equilíbrio emocional em tempo de pandemia

13 teorias da conspiração sobre o coronavírus. Ou: a bolsa ou a vida?

Paciente curada do coronavírus afirma ter aprendido a falta que faz um abraço



Comentários

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Romualdo Panceiro cria a Igreja das Nações para concorrer com a Universal

Maitê recupera pensão de solteira apesar de união com empresário

Pastor diz que máscara é ‘frescurite’; fiel idosa e marido morrem de Covid-19







EDITOR DESTE SITE
Paulo Lopes é jornalista.Trabalhou
no jornal abolicionista Diario Popular,
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e outras publicações.

Contato