Pular para o conteúdo principal

Prefeito de Itajaí elaborou plano para combater o coronavírus com homeopatia

O prefeito Volnei Morastoni (MDB) [foto], de Itajaí, SC, elaborou um plano para imunizar a população do coronavírus com uma substância homeopática: cinco gotas de cânfora diluída em água.

A homeopatia é uma pseudociência e seu uso foi abolido da assistência médica pública de países europeus.

PREFEITO MORASTONI ESTÁ SENDO CRITICADO POR MÉDICOS E NA REDE SOCIAL

Não há um único indício científico de que a homeopatia sirva para alguma coisa, embora seja tida como uma alternativa médica pelo SUS.

A decisão de Morastoni, que é médico homeopata, foi criticada por profissionais da medicina e na internet.

O prefeito tinha planejado que servidores ministrassem nos 200 mil habitantes da cidade as gotinhas da cânfora.

As sustâncias da homeopatia não fazem bem nem mal, mas, no caso, haveria um efeito psicológico perigoso: as pessoas poderiam relaxar o isolamento social por terem tomado o “remédio”.

O Ministério Público de Santa Catarina pediu uma explicação a Morastoni, que desistiu da medida.



O prefeito disse que a medida não seria obrigatória, mas apenas uma ação “coadjuvante que pode ajudar na imunidade”.

A bióloga Natália Pasternak, do Instituto Questão de Ciência, afirmou que a homeopatia foi testada muitas vezes e demonstrou não ter qualquer plausibilidade científica.

“É um consenso científico de que a homeopatia não funciona.”

Em Itajaí, o prefeito virou motivo de piada.

Em grupos do WhatsApp um áudio diz: “Itajaí é demais, né, cara? O mundo inteiro tentando achar a solução, do nada o Volnei pega a garrafada do Zé do Aipim, mete um alho dentro e, pei!, acabou-se”.

Com informação de “O Globo” e foto de divulgação.




Saiba como identificar argumentações de divulgadores de pseudociência

Brasil não se pode dar ao luxo de contrapor a ciência com pseudociência

Adeptos de pseudociências danificam sua racionalidade

‘Medicina alternativa’ coloca o SUS contra a ciência, dizem estudiosas




Comentários