Pular para o conteúdo principal

Bolsonaro declara atividades religiosas como ‘essenciais’ para agradar Edir Macedo

Paulo Lopes / Opinião   Mais um ato de irresponsabilidade do presidente Bolsonaro: para atender líderes evangélicos, como Edir Macedo e Silas Malafaia, ele assinou decreto determinando que as atividades religiosas são essenciais,  e os templos, portanto, poderão funcionar durante a quarenta do coronavírus.

JAIR BOLSONARO SE
COLOCA COMO ALIADO
DO CORONAVÍRUS 

Bolsonaro, assim, coloca em risco de contágio do Covid-19 os fiéis que se aglomerarem nos templos. E esses fiéis poderão passar o vírus para outras pessoas, parentes e amigos, toda a sociedade.

Na contramão inclusive da maioria dos pastores, Edir e Silas vinham criticando as decisões da Justiça e dos governadores de proibir os cultos.

Todos os negócios vão ter prejuízo com a quarentena, vem uma recessão brava aí, mas esses dois crápulas, Edir e Silas, querem tentar preservar suas atividades, aproveitando o pânico dos fiéis para garantir arrecadação.


Bolsonaro também decretou o atendimento das lotéricas com atividades essenciais.

Nesse caso, com um pouco de esforço, até dá para entender, porque parte da população paga algumas de suas contas nesses locais. Muita gente ainda não sabe utilizar a internet para acessar os bancos.

Mas pagar contas, assim como ouvir o pastor pedir dinheiro, não é prioritário neste momento em que o bicho está pegando.

Bolsonaro, Edir Macedo e Silas Malafaia são aliados do coronavírus.



Jornalista da Itália compara a pandemia a uma invasão de alienígenas

Movimento antivacina é criminoso, afirma Drauzio Varella

Vídeo: guru de Bolsonaro, Olavo de Carvalho diz que ninguém morreu de coronavírus

Vídeo: Covid-19 elevará o desemprego; e R.R. Soares pede dinheiro

Vídeo: Covid-19 elevará o desemprego; e R.R. Soares pede dinheiro

Psicóloga diz como é possível manter o equilíbrio emocional em tempo de pandemia

Coronavírus faz Centro Adventista cancelar palestra com criacionista

Tribunal de Justiça de Minas obriga casal de religiosos a vacinarem os filhos




Comentários

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

13 teorias da conspiração sobre o coronavírus. Ou: a bolsa ou a vida?

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Saiba por que a seita Testemunhas de Jeová é um paraíso para pedófilos