Pular para o conteúdo principal

Todos devem honrar a ciência para garantir o futuro da humanidade

Luís Carlos Balreira / Opinião     Antes da Ciência só havia escuridão, ignorância, pobreza, miséria. Os ricos e poderosos (monarcas, fazendeiros, nobres, generais, alto clero cristão) eram  um percentual reduzidíssimo das populações ou nações.

Os artistas eram miseráveis saltimbancos que andavam em um carroção com rodas de madeira por trilhas perigosas e lamacentas, se apresentando como pouco mais que mendigos, não davam autógrafos para ninguém.

HUMANIDADE TEM DE INVESTIR
NO CONHECIMENTO DE MODO A
ESTAR PRONTA PARA ENFRENTAR
A PRÓXIMA PESTE

Quase a totalidade das profissões de hoje não existia e as que existiam eram em número muito reduzido, quase insignificantes na proporcionalidade dos dias atuais. 

As pestes e as doenças dizimavam populações inteiras. 

Não havia energia elétrica, luz, ventilador, ar condicionado, spray mata insetos; não havia medicina, odontologia, meios de comunicação, transportes, nada, absolutamente nada. Era um mundo de trevas, escuridões e abismos intelectuais.

Isto permaneceu assim durante 1300 anos de judaísmo e quase dois mil anos de cristianismo, ou seja, 3.300 anos na mais completa ignorância, superstição, crendices, violência, injustiças, pobreza, miséria, humilhação de multidões inteiras de pessoas mais fracas, ajoelhadas sob o poder dos poucos poderosos tirânicos, mancomunados ou em coalizão com o rico e poderoso clero católico, juntamente com exércitos demoníacos e brutais. 

Portanto, todos devem honrar à Ciência e exigir dos governos as verbas suficientes para o trabalho continuado dos cientistas para que as gerações futuras se livrem das doenças, da violência, da corrupção, da violência e da impunidade dos poderosos, de uma vez por todas.



Os políticos e a o cristianismo organizado têm pavor da concorrência dos cientistas em termos de governo e administração pública. Por isso, nos países do Terceiro Mundo, como o Brasil, não temos saúde de qualidade, educação básica de excelência, transportes dignos daqueles que trabalham. 

Todas essas coisas são obrigações dos governos canalhas que são jogadas para a responsabilidade das empresas privadas; essas, porém, só estão interessadas em lucro fácil e corrupção juntamente com administradores públicos corruptos e facínoras. 

Todavia, se não houver punição severa para os servidores públicos corruptos e ladrões, o povo não terá por onde escapar, não haverá para aonde ir, a não ser enfrentar a miséria, a criminalidade e a impunidade dos poderosos. 

Aviso importante: Uma nova peste negra pode surgir a qualquer momento, agora vocês estão sabendo que não é castigo dos deuses porque os deuses não existem, jamais existiram. 

Portanto, é necessário que a população mundial se prepare cientificamente; que todos tenham sua máscara bem limpa e conservada, não importa se o próximo vírus mutante apareça no ano que vem ou daqui a 50 anos. 

Todavia, é necessário que as máscaras sejam de verdade, tipo “guerra mundial”, e não essas de mentirinha que só servem para que o indivíduo respire seu próprio gás carbônico.

Termômetros laser rápidos, eficientes e eficazes. Testes super rápidos, em fações de segundo, que possam identificar o novo microrganismo.

Por via das dúvidas, um imenso navio hospedeiro, com no mínimo 5000 leitos, deve ficar eternamente de prontidão específica para evitar uma nova pandemia. 

Luís Carlos Balreira é presidente mundial da Legião Científica Brasileira.



Quem se opuser às vacinas deve responder por crime, diz Varella

Dois terços dos brasileiros creem em fake news sobre vacinação, mostra pesquisa

Justiça de Santa Catarina determina que casal vacine seus três filhos

Canadense antivacina causa surto de sarampo em Vancouver






Comentários

Posts + acessados hoje

Vídeo mostra que filho de Testemunhas de Jeová já discrimina colega da escola

Justiça de Angola determina o fechamento de todos os templos da Igreja Universal

Maitê recupera pensão de solteira apesar de união com empresário