Atea vai à Justiça para impedir que Crivella financie música gospel no réveillon

Banner da cantora evangélica
 contratada pela Prefeitura do
Rio não se sabe por quanto 

Atea (Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos) entrou na Justiça para impedir que o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, introduza uma apresentação de música gospel na programação de 2019 do Réveillon de Copacabana.

Bispo licenciado da Igreja Universal, Crivella é também cantor gospel, com dezenas de gravações.

O prefeito não divulgou os critérios que fizeram a prefeitura convidar a cantora evangélica Anayle Sullivan para um show no dia 31 de dezembro.

Ela é mulher de Michael Sullivan, o principal parceiro musical de Crivella.

Para a Associação dos Ateus, Crivella não pode promover música de caráter religioso porque isso fere a laicidade do Estado brasileiro.

“A música gospel em nada difere, em conteúdo, da pregação religiosa habitual de pastores e ministros de confissões religiosas, argumenta a Atea na ação que protocolou na 5ª Vara da Fazenda Pública do Rio.

Caso haja a apresentação de Anayle Sullivan e a ação seja posteriormente julgada procedente, a Atea quer que Crivella seja condenado a ressarcir os cofres públicos.

A prefeitura destinou R$ 10 milhões para promover Réveillon. Não se sabe quanto dessa quantia foi reservado para o show evangélico.

Michael Sullivan, marido da
  Anayle, e Marcelo Crivella:
parceria além da música

Com informação da Folha de S.Paulo, Atea e outras fontes.



Crivella não revela nome das 426 igrejas que obtiveram isenção de IPTU

Crivella assina contrato com banco de Edir Macedo

Crivella dá benefício a igreja que não tem utilidade pública

Crivella não aplica a Lei do Silêncio e mantem impunidade de igrejas evangélicas




Comentários

  1. Se fosse o magistrado julgaria improcedente este pedido da ATEA, considerando que a música gospel é um ritmo amplamente ouvido, principalmente no Rio de Janeiro, um dos estados com mais evangélicos no Brasil. Seria diferente se o show da virada se limitasse apenas a este ritmo, pois aí poderíamos dizer que está se buscando prestigiar um ramo religioso específico.

    ResponderExcluir
  2. O bom do cristão é isso ... promover a féD+ .. com o dinheiro dos outros

    ResponderExcluir
  3. Leandro Bueno tu é um gado mesmo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário


EDITOR DESTE SITE

Paulo Roberto Lopes é jornalista

profissional diplomado. Trabalhou

no jornal centenário abolicionista

Diario Popular, Folha de S.Paulo,

revistas da Editora Abril e

em outras publicações.

Contato