Doações à Igreja Católica caem por causa dos padres pedófilos, diz jornalista

Livro de Gianluigi Nuzzi
  afirma com base em
documentação que o
 Vaticano caminha
para a falência

O pagamento de dízimo e as doações à Igreja Católica tiveram forte queda em vários países por causa dos escândalos dos padres pedófilos e da secularização da sociedade.

A informação é do jornalista italiano Gianluigi Nuzzi, que escreveu o livro Giudizio Universale ("Juízo Universal") sobre as finanças do Vaticano, com base em 3.000 documentos confidenciais, segundo ele.

Nos últimos três anos, houve queda de 40% nas doações, escreveu.  Somente em 2018, o Vaticano perdeu quase 44 milhões de euros.  Em 2016, o total da arrecadação caiu de 100 milhões de euros para 60 milhões de euros.

Assim, o Vaticano tem usado a maioria das doações para cobrir seus custos gerais  e os buracos nas finanças, em prejuízo à filantropia.

Além disso, segundo o livro de Nuzzi, as iniciativas do papa Francisco para sanear o Banco do Vaticano foram bloqueadas por cardeais da Santa Sé.

Nuzzi disse que teve acesso aos documentos de uma força-tarefa de emergência criada pelo Vaticano em 2018, quando se agravou a queda na arrecadação.

Ele estima que, de acordo com essa documentação, o Vaticano entrará formalmente em falência em 2023, já que não há perspectiva de recuperação das doações e os escândalos da pedofilia dentro da Igreja parecem longe de terminar.

Porta-voz do Vaticano disse que as informações do livro não correspondem à verdade.

“Dizer que o Vaticano está em risco de falência é falso”, afirmou o bispo Nunzio Galantino, administrador do patrimônio da Santa Sé.

Em um livro anterior, Via Crucis, Nuzzi já tinha relatado a luta de Francisco contra seus opositores dentro da Santa Sé para que o Banco do Vaticano se tornasse transparente, de acordo com as normas bancárias internacionais, o que não foi conseguido até agora.

Com informação do site português Impala, revista Istoé e outras fontes, com ilustração de divulgação. 



Vaticano aplica no mercado financeiro dinheiro de fundo de ajuda aos pobres

JPMorgan fecha conta do Vaticano que facilita lavagem de dinheiro

Vazamento de documentos viola sigilo divino, diz Vaticano

Vaticano mantém imóveis vazios em vez de abrigar os sem teto




Comentários