Escola católica dos EUA bane livros de Harry Potter de sua biblioteca

O diretor da escola,
um padre, teme que os
 estudantes usem os livros
para invocar o mal


O diretor da Escola Católica St. Edward, de Nashville (Tennessee, EUA), retirou os livros da série Harry Potter, de J. K. Rowling, por considerá-lo livro de bruxaria.

O padre Dan Reehil teme que os estudantes, com os livros, possam invocar Satanás,

Ele disse que tomou a decisão após ter consultado exorcistas dos Estados Unidos e Roma.

“As maldições e os feitiços utilizados nos livros são maldições e feitiços reais, que quando lidos por seres humanos geram o risco de invocar espíritos malignos diante da presença de quem lê o texto", disse.

O veto do padre fará com que os estudantes se interessem ainda mais pelos livros, se eles não tiverem lido a saga ou vistos os filmes.

Já outro conhecido livro que prega o extermínio de etnias, a matança, o incesto, o ódio e a vingança continua disponível na Biblioteca da escola.

É a Bíblia.

Com informação das agências.




90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Autora de Harry Potter diz que tem sido intimidada por cristãos

Livro mostra semelhanças entre Jesus e Harry Potter

Damares agora ataca os fiéis da bruxaria





Comentários

Anônimo disse…
O padre ficou com inveja que as crianças tavam trocando a dele pela varinha do Harry Potter.