Ex-médico Abdelmassih pede censura a livro que o levou de volta à prisão

Livro conta que o estuprador
 obteve prisão domiciliar por
 intermédio de fraude em
atestado médico

Condenado a mais de 100 anos de prisão por dezenas estupros de pacientes, o ex-médico Roger Abdelmassih entrou com uma representação na Justiça para que o livro “Diário de Tremembé — Presídio dos Famosos” deixe de ser comercializado.

Em agosto de 2019, a Justiça proibiu a venda do livro escrito pelo jornalista Acir Filó, que esteve detido no Tremembé.

O livro revela que Abdelmassih tinha conseguido prisão domiciliar por intermédio de fraude em exame médico.

Com a revelação, o ex-médico teve de voltar para o Tremembé e agora poderá responder a um novo processo, por fraude em documentação.

Apesar da censura judicial, o livro pode ser comprado pela internet, bastando o interessado procurá-lo no Google.

Com informação de Veja São Paulo e de outras fontes.



Caso Roger Abdelmassih

Abdelmassih inseminava pacientes com seu sêmen

Vicente e Soraya falam do peso que é ter o nome Abdelmassih

CFM muda reprodução artificial; caso Abdelmassih apressa decisão





Comentários