Americanos acham que cientistas devem participar do debate de interesse público

Maioria acredita
 na eficiência do
método científico

Do total dos americanos, 60% acham que os cientistas devem um papel ativo nos debates sobre questões científicas.

Para 39%, os cientistas não devem se envolver que discussões públicas, restringindo-se às suas atividades.

As pesquisas foram feitas pelo Pew Research Center, de 7 a 21 de janeiro de 2019.

Há grande distanciamento entre os partidários dos dois grandes partidos americanos.

Dos democratas, 73% acham que os cientistas devem ter maior participação nas discussões de interesse público. Para republicanos, 56%.

A maioria dos americanos acredita que os processos da ciência — ou seja, o método científico de observar e coletar evidências empíricas — são fundamentalmente sólidos.

No geral, 63% dos americanos dizem que o método científico geralmente produz conclusões precisas, enquanto uma parcela menor (35%) afirma que pode ser manipulado para produzir uma conclusão desejada.

Uma maioria menos representativa, de 55%, acredita que os estudos dos cientistas são “baseados apenas nos fatos”, contra 44% que acham haver uma propensão para serem tendenciosos.




Divulgação da ciência anulará a religião, escreve Dawkins

Não há ligação entre ciência e religião, afirma Neil Tyson

‘Medicina alternativa’ coloca o SUS contra a ciência, dizem estudiosas

Crentes resistem à ciência mesmo nestes tempos de antibiótico e iPhone


Comentários