Índice mostra que número dos sem religião em Lisboa chega a 35%

Dados sobre pessoas
 sem religião incluem
ateus e agnósticos

O número de pessoas não religiosas tem se mantido em ascensão em Portugal nos últimos 15 anos.

Em Lisboa, cujo contexto social sinaliza o rumo do país, esse grupo de pessoas representa 35% da população, de acordo com pesquisa liberada pelo Ministério da Justiça.

O avanço das pessoas não afiliadas a nenhuma religião está minando a Igreja Católica, que está perdendo adeptos no país, mas não a demais religiões.

A exemplo do que ocorre no Brasil, as igrejas evangélicas estão se expandindo em Portugal.

Em dez anos, do total de 853 novas igrejas, 90% são evangélicas, algumas delas criadas por brasileiros.

Tem havido, também, aumento de mórmons e de hindus, desde os anos 1990, em decorrência da imigração.

O professor Paulo Mendes Pinto, da Universidade Lusófona, observa que a diversidade religiosa em Portugal inclui filosofias orientais, como o budismo e ioga.

Com informação do jornal “O Expresso”.






Descrentes compõem 28% dos universitários de Portugal

Saída de brasileiros de Portugal fecha 700 templos evangélicos

Iurd de Portugal se queixa de ‘concorrência’ de centro espírita

Universal se nega em Portugal a pagar taxas de megatemplo



Receba por e-mail aviso de novo post

Comentários

Jerry disse…
Aqui em Buenos Aires, já são 40% os sem religião, só no Brasil que parece que não estão crescendo rápido.
Vitor Madeira disse…
Essas novas "igrejas" são negócios mais rentáveis e muito menos perigosos que o tráfico de drogas.
Felizmente, o número de ateus está a progredir.