Pará renova isenção de imposto em conta de luz dos templos

O governador do Pará, Hélder Barbalho (MDB), assinou decreto no dia 22 de abril de 2019 renovando a isenção de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) a templos religiosos nas contas de energia elétrica.

O imposto corresponde a 25% do valor da conta.

Rene Sousa, secretário da Fazenda, justificou o benefício dizendo que as igrejas “chegam a locais onde o Estado não está, tirando jovens da criminalidade”.

Trata-se de um argumento discutível: se as igrejas pagassem impostos, o Estado, com gestores competentes, teria mais recursos para investir na periferia, com saneamento básico, escolas e postos de saúde.

Sousa deveria ter arrumado uma desculpa mais consistente para agradar os eleitores religiosos, porque nada substitui o Estado.

Isenção significa menos
 dinheiro nos cofres públicos

Com informação do G1 e de outras fontes.





Isenção de IPTU às igrejas custa a São Paulo 22 creches por ano

Ninguém cogita taxar as igrejas, apesar de rombo na economia

Deputado propõe isenção fiscal só às igrejas com transparência

Deputado evangélico do Paraná propõe desconto na gasolina para igrejas



Receba por e-mail aviso de novo post

Comentários

Emerson Santos disse…
Barbalho ... esperar competência de alguém com um sobrenome desses ???
"Tiram" jovens da criminalidade... Ah, tá. Apenas trocam por algo bem pior, pela criminalidade do preconceito, charlatanismo etc que até acabam reoriginando a criminalidade que "tiraram"...