Autor de massacre de NZ cita a miscigenação do Brasil com mau exemplo

O terrorista que matou pelo menos 49 pessoas em mesquita da Nova Zelândia deixou um “manifesto” em que cita a miscigenação do Brasil como sinal de fraqueza.

“O Brasil, com toda a sua diversidade racial, é completamente fraturado como uma nação”, escreveu.

Ele repetiu, assim, o que disse em 2011 o terrorista de ex-direita Anders Behring Breivik, após ele ter matado em Oslo 76 pessoas.

Naquela ocasião, o atirador norueguês atribuiu em uma manifesto de 1.500 páginas a ocorrência de corrupção, desigualdade social e falta de produtividade à miscigenação, como a do Brasil.

Abaixo, algumas imagens do ataque em Nova Zelândia que foram transmitidas ao vivo pelo Facebook.



Com informação das agências.





Aviso de novo post por e-mail

Cristão de extrema direita diz merecer medalha por massacre

Atirador da Noruega diz ser de uma nova ordem de Cavaleiros de Cristo

Direita euroupeia se inspira nos piores vilões da cristandade





Caso norueguês mostra que religião aliada à política amplifica conflitos


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site