Mourão diz que quem deve decidir sobre aborto é a mulher

O general Hamilton Mourão (foto), vice-presidente da República, defendeu o direito ao aborto.

General disse falar
 em seu nome, mas deu
recado aos evangélicos


“O governo tem que tratar de forma objetiva. É uma questão de saúde pública. Doenças sexualmente transmissíveis são uma questão de saúde pública”, disse.

“A questão do aborto também é algo que tem que ser bem discutido, porque você tem aquele aborto onde a pessoa foi estuprada, ou a pessoa não tem condições de manter aquele filho. Então talvez aí a mulher teria que ter a liberdade de chegar e dizer ‘preciso fazer um aborto’”.

Em entrevista ao Globo, afirmou que estava falando como cidadão, não como membro do governo.

De qualquer forma, a questão colocada para a ala mais conservadora do governo, a evangélica.

Com informação de "O Globo".



Aviso de novo post por e-mail

Damares tentou impedir aborto em mulher com câncer

Damares diz que aborto é plano de Satanás para impedir nascimento de missionários

Pastor Caio Fábio escreve que a ministra Damares só fala para o gueto evangélico




Espírita explica por que é a favor da legalização do aborto


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site --------