João de Deus se torna réu pela terceira vez, agora por posse de armas

O Tribunal de Justiça de Goiás aceitou denúncia contra o médium João Deus e sua mulher, Ana Keyla Teixeira Lourenço, por posse ilegal de armas e municipal.

É a terceira vez que o curandeiro se torna réu.

O curandeiro foi enquadrado nos outros processos por violação sexual mediante fraude e de estupro de vulnerável.

Ele se encontra preso preventivamente desde 16 de dezembro de 2018.

Com informação do UOL.





Aviso de novo post por e-mail

Filha de João de Deus move ação contra o médium sob a acusação de abuso

Mulher diz ter sido estuprada por João de Deus quando tinha 8 anos

Eu, Zahira Lieneke, 34, sofri abuso de João de Deus





Em vídeo, Drauzio Varella critica João de Deus: 'Milagres não existem'


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários