Pular para o conteúdo principal

Preconceito contra ateus passou despercebido na campanha eleitoral

[opinião]

Ao se referir indiretamente a Fernando Haddad (PT), que disputou as eleições presidenciais, o deputado Hidekazu Takayama (PSC-PR), líder da Frente Evangélica, expôs um preconceito.

Ele disse que, “para ateu, mentir não é falta de caráter”.

A afirmação de Takayma segue o mesmo sentido da “acusação” feita a Haddad, durante a campanha eleitoral, de que ele é ateu.

Haddad reagiu
 à "acusação"
 de que é ateu

Certamente, o candidato petista perdeu votos por causa da “acusação”, porque, como se sabe, para a maioria dos brasileiros é preciso acreditar em Deus para ser bom.

O suposto ateísmo de Haddad foi usado pela campanha de Bolsonaro na TV, e o PT chegou a pedir à Justiça Eleitoral veto a isso.

A Justiça não aceitou a demanda argumentando que a campanha bolsonarista estava se atendo a comentários da imprensa.

Eu acho que Haddad, em vez de recorrer à Justiça, deveria ter declarado que não é ateu e que, se fosse, não faria a mínima diferença em sua candidatura, porque crer ou não em Deus não é certificado de honestidade e competência.

Se assim tivesse agido, Haddad marcaria um ponto contra a discriminação aos ateus, ressaltando a importância da laicidade do Estado brasileiro. Ele não o fez, e o preconceito passou despercebido.

Com foto de Rovena Rosa, da Agência Brasil.



Aviso de novo post por e-mail

Evocação a Deus por Bolsonaro alimenta a radicalização política

Brasil é 3º país onde mais se crê em Deus, revela pesquisa

Ateu desafia cristão a explicar por que Deus permite o mal




Evangélicos serão a maioria dos brasileiros em dez anos, diz estudo


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

  1. Haddad comungou na missa junto com a vice Manuela. Mostraram-se como católicos praticantes, não como ateus. E isto pegou mal porque as pessoas sabem que eles não são religiosos. Pareceu falsidade eleitoral.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Em encontro com Bolsonaro, padre canta que 'Deus pode realizar o impossível'

Vereador critica repasse de verba às igrejas. E é acusado pela bancada evangélica de 'intolerante'