Pular para o conteúdo principal

Suíça nega cidadania à muçulmana por ela se negar a apertar mão de funcionário


Islamismo impede
 que mulher toque
 em homem que não
 seja de sua família
[notícia]

A Suíça negou a concessão de cidadania a uma mulher muçulmana e a seu marido porque ela se negou a apertar a mão de um funcionário.

O islamismo impede que mulheres toquem em homens que não sejam parentes.

O casal tinha sido entrevistado havia dois meses e até já estava acertado um emprego para a mulher na cidade Lausanne.

Quando o casal estava para entrar no país, com as malas prontas, um funcionário do governo estendeu o braço para o tradicional aperto de mão, e ela se afastou.

Autoridades suíças afirmaram que o casal não foi questionado sobre a fé e que a cidadania não foi concedida por causa da falta de respeito pela igualdade de gênero.

Com informação da BBC News.


Na Suíça, muçulmanos se negam a apertar mão de professoras

Sem religião da Suíça saltam de 11,4% para 24,9% em 16 anos

Estado laico avança na instruída Suíça em caminho sem volta




Suíça vai 'expulsar' de seu hino as referências a Deus

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Ministro de Israel que disse ser o Covid-19 castigo divino contra gay pegou o vírus

Cristianismo é a religião que mais perseguiu o conhecimento científico

Hospital de campanha de evangélicos em Nova York não aceita voluntários gays